Notícias › 03/05/2017

Pastoral do Surdo do RS reflete sobre os desafios e esperanças

Aconteceu, no último 29 de abril, o Encontro Regional da Pastoral do Surdo do Regional Sul 3, na paróquia Santo Antônio, no bairro Santo Antônio em Porto Alegre (RS), com o tema “Igreja Viva, Inclusiva e Missionária”. Participaram cerca de 30 pessoas e também contou com a presença da catequista surda, Ericka Macedo, participante da Pastoral do Surdo de Minas Gerais (MG), e a coordenadora nacional da Pastoral do Surdo é a gaúcha Ana Paula Lara.

Os encontros regionais acontecem a cada dois anos e reúne surdos e ouvintes do estado, para momentos de estudo, oração e integração. É um momento para fortalecimento da Pastoral do Surdo enquanto uma regional, dandoWhatsApp Image 2017-05-02 at 09.46.04 estímulo para seguir na caminhada de fé e missão.

Segundo a coordenadora regional dos interpretes, Juliana Pokorski, o objetivo do evento consistiu em recordar a história da Pastoral do Surdo como uma pastoral que possibilita a participação dos surdos na Igreja Católica. Também refletir sobre o papel do próprio sujeito surdo como sujeito participante de diferentes atividades da igreja, ativo, em missão.

Pastoral do Surdo no RS e os desafios

A Pastoral do Surdo no Rio Grande do Sul existe a 33 anos e, segundo Juliana, o sentimento que resumo é a missão. “A missão é grande, tal como os desafios, mas que se estivermos unidos entre nós e unidos a Cristo tudo é possível”.

A pastoral conta com poucas pessoas que sabem interpretar Libras e os desafios se ampliam pela demanda de trabalho com surdos em tantos lugares. “É importante que os surdos e intérpretes trabalhem juntos na formação de mais catequistas bilíngues e intérpretes. Que os surdos possam participar mais da igreja como um todo. Nossa vivência nas igrejas é muito bela com missas, diferentes pastorais e diferentes encontros e grupos. Seria ótimo que os surdos pudessem ter acesso a todo isso”, salientou Juliana.

A meta da pastoral é seguir com as atividades, mantendo as missas interpretadas, catequese para surdos e grupo de jovens. “Precisamos fortalecer a pastoral nos municípios para nos fortalecer enquanto regional. Por enquanto temos a pastoral mais organizada apenas em Passo Fundo e Porto Alegre. Mas precisamos reativar as pastorais em Caxias do Sul, Canoas, Novo Hamburgo, Pelotas e outros municípios.  Esse é o grande desafio da nova coordenação, formar novas lideranças e reavivar o espírito coletivo e o contato com leigos fluentes em língua de sinais”, destacou Juliana.

Nova coordenação

Durante o encontro aconteceu a assembleia eletiva em que na qual foram escolhidos os novos coordenadores da Pastoral do Surdo (Elias e Gilberto) e dos Interpretes (Lorena Lucas e Janaína Viegas). O próximo encontro acontecerá em Passo Fundo, e será o 2° Encontro de Intérpretes Católicos, nos dias 28 e 29 de outubro de 2017, com a temática da formação espiritual do intérprete.

Para mais informações no Facebook: https://www.facebook.com/PastoraldoSurdoRS/

Por Judinei Vanzeto – Assessoria de Imprensa – Regional Sul 3 da CNBB

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.