WEBMAIL

58ª Assembleia Geral da CNBB

Confira a seguir as notícias da 58ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, que ocorreu de 12 a 16 de abril, em modalidade virtual. Para acessar a notícia na íntegra, clique no título.

 

Comunhão, participação e solidariedade: Participantes do RS avaliam 58ª AG

Uma tela. Cerca de 400 participantes. Do Rio Grande do Sul, 22 bispos titulares, 4 bispos eméritos e a Secretária Executiva do Regional. Esta foi a plenária da 58ª Assembleia Geral da CNBB, encerrada nesta sexta-feira (16). Entre os muitos desafios, o mais evidente foi a realização da assembleia pela primeira vez em modalidade online.

Na partilha das memórias destes cinco dias, uma palavra encontra unanimidade entre os participantes: comunhão. “A 58ª Assembleia dos Bispos foi uma maravilha na organização, partilha de opiniões e experiências pastorais. Os Bispos participaram de todos os recantos do Brasil com atenção, espírito de oração e acolhimento. Sentiu-se um grande desejo de escuta, união e solidariedade”, analisa Dom Hélio Adelar Rubert, Arcebispo de Santa Maria.

 


Dom Walmor: “A Assembleia foi um encontro de pastores e servidores do povo de Deus”

“Eu chego para esta conversa com o coração cheio de gratidão. Quando o coração da gente é grato e encontra razões para a gratidão, o mistério do coração de Deus transborda” – Com essas palavras o arcebispo de Belo Horizontes e presidente da CNBB, dom Walmor Oliveira Azevedo, deu início ao seu diálogo com os jornalistas na última coletiva de imprensa da 58 ª Assembleia Geral do episcopado brasileiro nesta sexta-feira, 16 de abril. Durante sua fala, o presidente da Conferência fez um balanço geral das principais implicações do evento que pela primeira vez aconteceu de forma virtual.

“Realizamos a 58ª Assembleia Geral da CNBB. Não foi um congresso de cientistas, nem de politólogos, nem de especialistas desta ou daquela área. Foi um encontro de pastores e servidores do Povo de Deus. Fizemos um caminho em quatro dias e meio com muita qualidade. A pauta foi extensa e nós a cumprimos com partilhas, discussões, debates e decisões importantes tomadas”, declarou dom Walmor.


58ª Assembleia Geral: CNBB divulga Mensagem ao Povo Brasileiro

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulga nesta sexta-feira, 16 de abril, a mensagem do episcopado brasileiro que reunido, de modo online, na 58ª Assembleia Geral da CNBB, se dirigiu ao povo neste grave momento.

No texto, os bispos afirmam que diante da atual situação pela qual passa o Brasil, sobretudo em tempos de pandemia, não podem se calar quando a vida é “ameaçada, os direitos desrespeitados, a justiça corrompida e a violência instaurada”. Os bispos asseguram que são pastores e que têm a missão de cuidar. “Nosso coração sofre com a restrita participação do Povo de Deus nos templos. Contudo, a sacralidade da vida humana exige de nós sensatez e responsabilidade”, dizem.


Bispos Eméritos do RS partilham motivação para participarem da 58ª AG

Participar de uma assembleia é não abandonar e sim me inserir cada vez mais na família que formam os bispos. Sou feliz em poder estar presente e servir o povo de Deus nesta pequena experiência. O relato é de dom Paulo De Conto, Bispo Emérito de Montenegro e certamente traduz bem a sensação dos bispos eméritos que integram a plenária desta 58ª Assembleia da CNBB.

“Eu sempre participei da assembleia. Embora bispos eméritos tenham a participação livre, o aspecto da colegialidade é muito importante para mim: estar junto e ao lado de todos os bispos do nosso querido Brasil”.

Dom Paulo, que foi bispo diocesano de Montenegro de 2008 até outubro de 2017 – passando por Nova Friburgo em 2020, como Administrador Apostólico – diz que atualmente vive, em casa, o silêncio e a meditação, intensificados pelo isolamento da pandemia e pela necessidade de reconhecer os erros e pecados de sua vida.


Manhã de retiro na 58ª Assembleia Geral da CNBB com o cardeal O’Malley

Na manhã desta quinta-feira, 15 de abril, os bispos reunidos na 58ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) participam de um retiro pregado pelo arcebispo de Boston, nos Estados Unidos, cardeal Sean Patrick O’Malley. Serão duas meditações intercaladas com momentos de oração e partilha.

Cardeal O’Malley é da Ordem dos Frades Menores Capuchinos e, atualmente, é membro da Congregação para os Instituto de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica e do Pontifício Conselho para a Família. Desde o ano passado ele havia se disponibilizado para conduzir o retiro dos bispos do Brasil e, novamente este ano, manteve seu propósito.

O cardeal Sean O’Malley conduziu a primeira reflexão a partir da leitura de um trecho do Evangelho de São Lucas (Lc 4, 16-32), quando Jesus fez sua primeira pregação na Sinagoga de Nazaré.


Papa Francisco envia mensagem aos bispos e ao povo brasileiro

O Papa Francisco enviou uma mensagem de vídeo para o episcopado brasileiro reunido na 58ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (AG CNBB) desde a segunda-feira, 12 de abril. O Santo Padre optou por dirigir-se aos bispos do Brasil falando espanhol, razão pela qual pediu desculpas e justificou tratar-se de um idioma que argentinos e brasileiros entendem bem o “portunhol”.

Francisco estendeu carinhosamente, através dos bispos do Brasil, a mensagem também “a cada brasileiro e brasileira” e ao amado Brasil, país que em sua avaliação “enfrenta uma das provas mais difíceis de sua história”.

“Desejo, em primeiro lugar, manifestar a minha proximidade a todas as centenas de milhares de famílias que choram a perda de um ente querido. Jovens, idosos, pais e mães, médicos e voluntários, ministros sagrados, ricos e pobres: a pandemia não excluiu ninguém no seu rastro de sofrimento”, disse o chefe da Igreja Católica.


Dom Leomar Brustolin: Campanha da Fraternidade 2022 debaterá a Educação

Promover o diálogo sobre a realidade educativa no Brasil, à luz da fé cristã, propondo caminhos em favor do humanismo integral e solidário”. Este é o objetivo da Campanha da Fraternidade 2022 (CF), que terá como tema “Fraternidade e Educação” e como lema “Fala com sabedoria, ensina com amor” (cf. Pr 31, 26). A proposta foi apresentada aos participantes da 58ª Assembleia Geral da CNBB na terça-feira (13) e em Coletiva de Imprensa na tarde desta quarta, 14 de abril.

Participando da coletiva para falar sobre o tema estavam o arcebispo de Montes Claros (MG) e presidente da Comissão para a Cultura e Educação da CNBB, dom João Justino de Medeiros Silva; o bispo auxiliar de Porto Alegre, dom Leomar Antônio Brustolin.

Durante o momento de apresentação da Campanha da Fraternidade, Dom Leomar lembrou que a iniciativa quer considerar sempre três aspectos interligados com a realidade da educação hoje no Brasil: a pandemia, o pensamento do Papa Francisco e o Pacto Educativo Global.


Episcopado gaúcho analisa participação na primeira Assembleia online da CNBB

A 58ª Assembleia Geral da CNBB iniciou na segunda-feira, 12, e vai até sexta, dia 16 de abril. A novidade deste ano não está apenas por conta dos assuntos inéditos discutidos no encontro – como a criação do Regional Leste 2 e o novo estatuto da CNBB – mas pela modalidade encontrada para garantir a realização da Assembleia durante a pandemia do Covid 19.

Em 2021, a Assembleia Geral entra para a história da CNBB por reunir os arce/bispos, secretários(as) executivos e assessores de todo o Brasil, do sul ao norte, do leste ao oeste, através da internet. São 390 participantes que integram a Assembleia este ano, realizada de segunda a sexta, sempre nos turnos da manhã e tarde.

O Bispo Diocesano, Dom Aloísio Dilli, destaca que a eficácia do encontro não ficou, de nenhuma forma, prejudicada. “A experiência de comunhão na Igreja pode muito bem acontecer também numa Assembleia virtual, como estamos vivenciando, sem desmerecer com isso os encontros presenciais”, comenta dom Aloísio.


Missão e sinodalidade alimentam a mística do Novo Estatudo da CNBB

O caminho percorrido para a formulação do “Novo Estatuto da CNBB” foi o primeiro assunto a ser discutido pelo episcopado brasileiro neste terceiro dia da 58ª Assembleia Geral da CNBB, 14 de abril. A exposição do tema foi realizada pelo bispo auxiliar da arquidiocese do Rio de Janeiro e secretário-geral da CNBB, dom Joel Portella Amado.

O atual Estatuto e Regimento da Conferência é do ano de 2002 e o seu processo de reforma foi iniciado no ano de 2017. Em 2019 foi realizada uma alteração, com a inserção de mais um membro na presidência, o 2ª vice-presidente. Em 2020, por fim, iniciou-se o processo de elaboração para o que foi chamado de “Novo Estatuto”. Uma necessidade sentida pelo episcopado para dar respostas novas e encontrar novos modos de exercer a missão, com mais assertividade e eficiência.


Criação do Regional Leste 3 é aprovada pela 58ª Assembleia Geral da CNBB

O episcopado reunido na 58ª Assembleia Geral da CNBB retificou, em 14 de abril, a criação do regional Leste 3, composto pelas Igrejas Particulares do Estado do Espírito Santo: a arquidiocese de Vitória e as dioceses de Cachoeiro do Itapemirim, Colatina e São Mateus.

O bispo auxiliar do Rio de Janeiro (RJ) e secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Joel Portella Amado, apresentou o resultado da consulta prévia na qual 269 presentes no momento votaram e, destes, 251 bispos aprovaram a criação do 19º Regional da CNBB, 6 foram contrários e houve 12 abstenções.

Uma vez que o número atende a regra do Estatuto da CNBB que prevê, nesses casos, aprovação por maioria absoluta dos presentes, dom Joel conduziu a ratificação, que aconteceu por unanimidade, pelo método de aclamação.


Bispos do Rio Grande do Sul avaliam desenvolvimento da 58ª Assembleia Geral

Desde segunda-feira, 12 de abril, arcebispos e bispos de todo o Brasil participam da 58ª Assembleia Geral da CNBB. Do Rio Grande do Sul, os arce/bispos das 18 arqui/dioceses estão no encontro que, pela primeira vez na história, acontece totalmente virtual.

Este ano, o tema central da Assembleia é “Casa da Palavra: animação bíblica da vida e da pastoral a partir das comunidades eclesiais missionárias”

Confira o texto com falas de Dom Jacinto Bergmann, Arcebispo de Pelotas e Bispo Referencial no Regional Sul 3 para a Animação Bíblico-Catequética; Dom Jaime Pedro Kohl, Bispo Diocesano de Osório; e Dom Liro Vendelino Meurer, Bispo de Santo Ângelo.


Dom Ricardo Hoepers convida bispos para o Ano da Família Amoris Laetitia

“A família é a Igreja e a Igreja é a família”. Com essa frase, o bispo de Rio Grande (RS) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Vida e a Família da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Ricardo Hoepers, encerrou a última parte da plenária da tarde da 58ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil, na segunda-feira, 12 de abril.

Dom Ricardo convidou todos os bispos a se unirem ao projeto de evangelização das famílias no ano Família Amoris Laetitia, anunciado pelo Papa Francisco no domingo da Sagrada Família, 27 de dezembro de 2020, e que está em curso desde o dia 19 de março de 2021 e vai até 26 de junho de 2022.

Em um vídeo exposto durante a apresentação, o secretário do Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida da Santa Sé, padre Alexandre Awi Mello, ressaltou que “esse tempo que assolou os nossos povos e muito concretamente o nosso Brasil, colocou ainda mais em evidência a importância da família”.


Em Carta ao Papa Francisco, Bispos da 58ª AG renovam a fidelidade e a comunhão

Os bispos do Brasil reunidos em sua 58ª Assembleia Geral aprovaram, na sessão de manhã, nesta terça-feira, 13 de abril, a mensagem destinada ao Papa Francisco. No texto, o episcopado brasileiro renova o seu apreço, carinho e fidelidade ao Santo Padre.

Os bispos também buscam, no documento, de modo geral, deixar o Santo Padre informado sobre as pautas em discussão na 58ª AG CNBB e dos assuntos importantes para o clero e o povo de Deus na Igreja no Brasil, além de expressar sua comunhão com a Igreja do mundo todo.

Partindo do fato de que, dadas as circunstâncias sanitárias atuais, a Assembleia acontece de forma virtual e requer a colaboração de todos, os bispos do Brasil reconhecem igualmente o esforço de Francisco para a manutenção da unidade eclesial, sobretudo mediante a proposição do diálogo constante e fraeterno, seja no próprio meio católico, seja com os irmãos de outras denominações religiosas e culturas.


Dom José Gislon: “A AG é um grande momento de comunhão”

A 58ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil iniciou nesta segunda-feira (12), pela primeira vez em modalidade virtual. A missa de abertura foi presidida pelo bispo auxiliar do Rio de Janeiro e secretário-geral da CNBB, dom Joel Portella Amado e teve participação restrita, em observância às orientações médico-sanitárias.

Os arcebispos e bispos das 18 arqui/dioceses do Rio Grande do Sul participam integralmente da Assembleia que se estende até sexta-feira, 16 de abril. O Presidente da CNBB Sul 3, Dom José Gislon, enviou nesta segunda-feira uma mensagem por ocasião do encontro.

No vídeo, Dom José afirma que a “58ª Assembleia Geral é um momento importante para fortalecermos a eclesialidade e a comunhão entre os bispos, e acima de tudo olharmos para a realidade do nosso povo com os olhos do coração, tendo presente toda a realidade que no aflige, mas também as forças da fé presente no nosso povo e na nossa Igreja”.


Episcopado Brasileiro trabalha na redação de uma mensagem ao Papa

Em todas as Assembleias Gerais da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), os bispos enviam uma mensagem ao Papa, como gesto de fidelidade e comunhão com o Sumo Pontífice. Neste ano, mesmo com o encontro sendo realizado na modalidade on-line, os bispos dedicaram um momento da manhã para aprovar um texto que foi, previamente, redigido por um grupo de bispos. A apresentação do texto foi realizada por dom Severino Clasen, arcebispo de Maringá (PR), que compõe essa equipe de redação.

Na proposta do texto, o episcopado renova sua fidelidade e comunhão com o Papa Francisco, reconhecendo seus inúmeros esforços para construir a unidade na Igreja e favorecer o diálogo inter-religioso e cultural. Também manifesta gratidão pelas iniciativas eclesiais e sociais e pela proximidade e solidariedade do Pontífice com o povo brasileiro, neste tempo de pandemia.


Núncio no Brasil fala a todo o Episcopado Brasileiro pela primeira vez

O Núncio Apostólico no Brasil, dom Giambattista Diquattro, dirigiu-se, pela primeira vez, a todo o episcopado brasileiro, na manhã desta segunda-feira, 12 de abril, no início das atividades da 58ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que acontece na modalidade on-line. Dom Diquattro foi nomeado pelo Papa Francisco no dia 29 de agosto de 2020 e desembarcou no Brasil para iniciar sua missão no dia 7 de janeiro de 2021.

Em sua mensagem, o representante da Santa Sé no Brasil saudou a presidência da instituição e todos os bispos, e expressou, inicialmente, a comunhão do Papa Francisco com os bispos e agradeceu pelo testemunho da Igreja no Brasil.

Dom Diquattro destacou a importância da reunião dos bispos que, mesmo de forma remota, é expressão de comunhão e testemunho de oração. “Hoje, não estamos todos no mesmo lugar, mas a oração é sincronizada e acompanhada por muitas pessoas, que estão rezando por essa assembleia”, afirmou. Destacou ainda que isso é possível graças a diversos instrumentos que, somados, estão “a serviço da proclamação corajosa da Palavra de Deus”.


58ª AG: ‘Ponto alto do coração do serviço eclesial prestado pela CNBB’

Foi aberta nesta manhã a 58ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O encontro que reúne todo o episcopado brasileiro ocorre, pela primeira vez na história, de forma virtual, por conta da pandemia da Covid-19, um desafio imposto pelo contexto atual e que exige aprendizado de ferramentas e suporte técnico para os ajustes que se fazem necessários no início dessa experiência nova. O arcebispo de Belo Horizonte (MG) e presidente da CNBB, dom Walmor Oliveira de Azevedo, abriu oficialmente o encontro às 8h, no horário de Brasília.

“Este caminho é de grande importância, é o ponto alto do coração do serviço eclesial prestado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Somos desafiados a abrir o coração e a vivenciarmos esse caminho sob as luzes de Cristo ressuscitado, guiados e movidos pela ação do seu Espírito Santo”, motivou dom Walmor.


Episcopado do Rio Grande do Sul se prepara para Assembleia Geral da CNBB

Arcebispos e Bispos do Regional Sul 3 da CNBB aguardam o início da 58ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil. O encontro, que este ano será pela primeira vez online, começa na próxima segunda-feira (12) e se estende até o dia 16 de abril.

A Assembleia do episcopado brasileiro é realizada anualmente pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Esse encontro é sinal e instrumento de colegialidade, do afeto episcopal e da busca de comunhão entre os bispos do país, especialmente no âmbito da sua ação evangelizadora.

Dom Rodolfo Weber, Arcebispo de Passo Fundo e vice-presidente da CNBB Regional, explica: “a Igreja pede que os bispos dos países se reúnam em Conferências para consolidar a comunhão, a fraternidade, a amizade e promoverem ações pastorais comuns”. Ele destaca que o grande momento anual da CNBB é a Assembleia Geral e, mais que isso, aponta que acredita que o momento “é vital para cada bispo, para a Igreja no Brasil e para toda a Igreja. Mesmo que seja virtual, serão dias especiais”, finaliza dom Rodolfo.