Bispos › 25/05/2017

A missão dos discípulos

Dom José Gislon – Bispo Diocesano de Erexim

Neste domingo celebramos a Solenidade da Ascensão do Senhor, que aconteceu num monte na Galileia, na região onde estava situada a pequena cidade de Nazaré, na qual Jesus viveu sua infância e juventude. Foi de Nazaré que Ele partiu para cumprir a missão pela qual o Pai o havia enviado ao mundo: anunciar o “Reino de Deus”. Jesus foi fiel ao Pai, cumpriu sua missão com amor e por amor. Havia chegado a hora de partir, de voltar ao Pai.

Poderíamos ver Jesus e sua missão a partir do sucesso de um homem que fez tantas coisas extraordinárias, cujo nome mereceu entrar para a história, e muitos o vêem simplesmente assim. Mas, tendo presente os fatos narrados pelos Evangelhos, podemos percorrer com os olhos da fé o caminho da missão de Jesus, que se revelou cheia de amor e compaixão pelo ser humano. Um amor que não se dobrou aos preconceitos que havia contra os que vinham da Galileia. E Filipe, que era de Betsaida, chamado pelo Senhor Jesus para segui-lo como apóstolo, ficou tão contente, que, encontrando Natanael, disse-lhe: “Encontramos aquele sobre quem escreveram Moisés, na Lei, e os Profetas: Jesus, filho de José de Nazaré” (Jo 1,45). Mas Natanael de imediato manifestou seus preconceitos, e respondeu a Filipe: “De Nazaré pode vir alguma coisa boa?” (Jo 1,46). Filipe poderia ter seguido seu caminho, sem dar importância ao desdém preconceituoso de Natanael, mas, como discípulo, teve a atitude de levar Natanael até Jesus, para que ele também pudesse conhecer o Messias.

A atitude de Filipe é a atitude que move a ação dos discípulos e das discípulas, de quem encontrou e foi encontrado por Jesus. Um encontro que muda a minha vida, que me leva a sair do meu pequeno mundo marcado pela indiferença e pelos preconceitos, para tornar-me um discípulo ou discípula do Senhor, na família, na comunidade, no mundo do trabalho e na sociedade.

No encontro final com Jesus, alguns discípulos ainda tinham dúvidas no coração. Mesmo assim, Jesus confiou-lhes a missão de anunciarem a Boa Nova ao mundo, garantindo que estaria sempre com eles e conosco até o fim dos tempos.

Estimados irmãos e irmãs, é com espírito de discípulos e discípulas do Senhor Jesus que somos convidados a assumir o nosso serviço nas comunidades em que participamos e celebramos a vida de fé em comunhão com o Senhor e com os irmãos.

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.