Bispos › 14/09/2017

A Palavra Deus e a vida de fé

Dom José Gislon – Bispo Diocesano de Erexim

A nossa vida de fé alimenta-se, sobretudo, do Pão da Palavra e do Pão da Eucaristia – Cristo Jesus. A primeira carta de São Paulo aos Tessalonicenses revela o rosto de uma comunidade de fé, organizada, que vive com empenho a vida cristã e, unida, resiste às perseguições que procuravam destruí-la. Esta mesma experiência, marcada por perseguições e provações, viveram muitas comunidades da Igreja primitiva, mas também a vivem muitas comunidades de hoje, em realidades onde imperam a violência, a intolerância, a falta de diálogo, de respeito pela vida, a liberdade e a dignidade das pessoas. As comunidades primitivas souberam resistir aos ventos do maligno que sopravam sobre elas de tantas maneiras e de várias direções.

A comunhão, a caridade, a solidariedade e a vida de oração dos irmãos, fortalecidos pelo forte vínculo de comunhão com o Senhor Jesus, deram forças às comunidades de resistirem ao mal que ameaçava destruí-las. Onde o amor e a caridade estão presentes, a comunhão é uma realidade visível e exprime uma atmosfera de família na comunidade de fé. Na família, todos os filhos devem sentir-se amados a acolhidos pelo pai e pela mãe. Quando existe este ambiente de amor e ternura, a correção fraterna é acolhida como um gesto de caridade, uma oportunidade de crescimento humano e espiritual.

São Paulo, nas cartas que escreveu às comunidades que fundou nas suas viagens apostólicas, com espírito paterno, exorta os fiéis a conservarem a caridade fraterna, os bons costumes, o espírito de trabalho e de comunidade de fé que distinguem aqueles que acolheram o Senhor Jesus e o Evangelho. Quando a Palavra de Deus não tem ressonância na minha vida, é sinal de que o meu ser cristão está agonizando ou já está morto. É hora de deixar cair novamente no coração a semente da Boa Nova, sem medo de vê-la crescer e frutificar.

A Bíblia ou a Palavra de Deus está no coração da liturgia da Igreja, na qual é proclamada, meditada e atualizada. Mas é também a alma do anúncio da fé e da catequese, é o alimento da nossa vida espiritual. Através da leitura da Sagrada Escritura, podemos sentir o apelo de Deus tocar o nosso coração, a nossa vida pessoal e familiar e a vida da nossa comunidade de fé.

 

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.