Destaques › 22/08/2017

Ação Evangelizadora: “Cada comunidade uma nova vocação” é acolhida pela vida consagrada do RS

No último sábado, 20 de agosto, Padre Mário Spaki, secretário executivo do Regional Sul 2 da CNBB, apresentou a Ação Evangelizadora: “Cada comunidade uma nova vocação” aos religiosos reunidos para o encontro comemorativo dos 60 anos da Conferência dos Religiosos do Brasil no Rio Grande do Sul (CRB/RS). O evento aconteceu no Colégio Bom Conselho, em Porto Alegre (RS), e reuniu cerca de 700 consagrados, dentre eles, 70 provinciais das congregações presentes no estado, o Prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica, Cardeal Dom João Braz de Aviz, o Arcebispo de Porto Alegre e Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da CNBB, Dom Jaime Spengler, o bispo de Pelotas (RS), Dom Jacinto Bergmann, a Presidente da CRB Nacional, Ir. Maria Inês Ribeiro.


Dom Jaime Spengler (Arcebispo de Porto Alegre)

Na introdução à apresentação da Ação, Dom Jaime Spengler, enfatizou que “o melhor serviço que podemos prestar as novas gerações, dado que a questão vocacional hoje é uma preocupação de todos, é ter a coragem de dizer que nós gostamos do que somos e amamos aquilo que fazemos, enquanto Ministros Ordenados e Consagrados”. Com essa motivação, Padre Mário falou, por 30 minutos, sobre a proposta dessa Ação Evangelizadora que será realizada, a partir do próximo ano, nos Regionais Sul 2, 4 e 3 da CNBB (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul) e quer contar com a adesão da Vida Consagrada Religiosa.

A Ação Evangelizadora: Cada Comunidade uma nova vocação

Dois eixos fundamentam a Ação Evangelizadora: a oração do rosário pelas vocações e o uso dos meios de comunicação social, especialmente as redes sociais, para propagar testemunhos daqueles que já assumiram sua vocação e a vivem com alegria (bispos, padres, religiosos/as, famílias, missionários, leigos…).

Rezar pelas vocações é uma orientação do próprio Jesus: “Pedi ao Senhor da messe que envie operários…” (Mt 9,38) e Maria é a Mãe das vocações. Ela foi discípula de seu Filho e, após a crucificação, permaneceu com os discípulos: “e Maria estava com eles” (cf. At 2,14). Então, a Igreja pedirá ao Senhor da Messe por intercessão de Maria. E o testemunho é a melhor forma de despertar nos jovens o desejo de seguir o Mestre de uma forma mais radical. Tantas pessoas vivem santamente sua vocação, nas atividades do seu cotidiano vivem autenticamente o Evangelho. É preciso dar visibilidade a tudo isso.

Conclusão

Os religiosos presentes se mostraram motivados a assumir juntos essa Ação Evangelizadora, pois, as vocações, como afirmou Dom Jaime, são uma preocupação de todos. Padre Mário recordou aos religiosos que o diferencial dessa iniciativa é a comunhão, rezar como um único corpo nessa mesma intenção: pedir vocações para a Igreja. “É uma atitude que, provavelmente, cada congregação já faz, mas agora iremos unir nossas intenções, como Igreja, para rogar ao Senhor da Messe. Isso é de uma força imensurável”, enfatizou Padre Mário, que é um dos articuladores da Ação. Ao final da apresentação, num gesto de comprometimento, todos rezaram uma dezena do Rosário pelas vocações, seguido da bênção concedida pelo cardeal Dom João Braz de Aviz, por intercessão de Nossa Senhora Aparecida.

Fonte: http://cnbbs2.org.br/site/2017/08/acao-evangelizadora-cada-comunidade-uma-nova-vocacao-e-acolhida-pela-vida-consagrada-do-rio-grande-do-sul/ 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.