Bispos › 13/01/2018

Ano dos leigos e leigas

Dom Hélio Adelar Rubert – Arcebispo de Santa Maria

O Dia Nacional dos Leigos é comemorado no Brasil desde 1991 na Festa de Cristo Rei. Para enfatizar a vocação e a missão dos Leigos, a CNBB estabeleceu o Ano do Laicato, que iniciou no dia 26 de novembro de 2017, e se estenderá até a Festa de Cristo Rei aos 25 de novembro de 2018. É uma oportunidade de celebrar a vocação universal à santidade para todos os cristãos a partir do santo Batismo.

Como nos lembra, o Documento 105 da CNBB, os leigos são corresponsáveis no anúncio e na construção do Reino de Deus, ao lado de seus pastores, os ministros ordenados.

Com o Ano do Laicato a Igreja deseja dinamizar a atuação dos leigos e leigas na família, na cultura, na política, na escola, na catequese, na vida secular que é o espaço essencial na sua vocação. É vasto o campo de ação, pois cada um vai colocar seu dom a serviço da comunidade ou ambiente no qual está inserido e atuando.

O Papa Francisco recorda aos cristãos “Olhar para o Povo de Deus é recordar que todos fazemos o nosso ingresso na Igreja como leigos”. A vocação leiga na Igreja é a vocação mãe da qual nascem todas as outras. Portanto, a raiz de todas as vocações é o Batismo.

O tema do Ano do Laicato é à base de sua mística: “Cristãos leigos e leigas, sujeitos na ‘Igreja em saída’, a serviço do Reino”. O lema é: “Sal da Terra e Luz do Mundo” (Mt 5,13-14).

Encarregados por Deus no apostolado em virtude do Batismo e da Confirmação, os leigos “têm a obrigação e gozam do direito, individualmente ou agrupados em associações, de trabalhar para que a mensagem divina da salvação seja conhecida e recebida por todos os homens e por toda a terra; esta obrigação é ainda mais presente se levarmos em conta que é somente por meio deles, que os homens podem ouvir o Evangelho e conhecer a Cristo – Nas Comunidades eclesiais, a ação deles é tão necessária que sem ela o apostolado dos pastores não pode, o mais das vezes, obter seu pleno efeito” (cf. CIC§ 900).

Neste Ano do Laicato queremos estimular e agradecer aos leigos pela sua dedicação em nossas comunidades e em todos os ambientes sociais. Que sejam testemunhas de um tempo novo e de esperança baseado no Evangelho conhecido, anunciado e testemunhado em todos os ambientes sociais. Felizes todos os leigos e leigas que se deixam guiar pelo Espirito Santo na comunhão e no testemunho da esperança e misericórdia divina!

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.