CRIS (Conferência Regional dos Institutos Seculares)

INSTITUTOS SECULARES

Os Institutos Seculares são uma expressão da Igreja, através da consagração secular,como original estado de vida, no meio do mundo e no contexto sociocultural secularizado. Reconhecidos juridicamente pela Igreja, através da Constituição Apostólica Provida Mater Ecclesia por Pio XII, em 2 de fevereiro de 1947, apareceram no Código de Direito Canônico de 1983, integrados à Vida Consagrada.O Código de Direito Canônico assim define os Institutos Seculares: Instituto Secular é um instituto de vida consagrada, no qual os fiéis, vivendo no mundo,tendem à perfeição da caridade e procuram cooperar para a santificação do mundo, principalmente a partir de dentro.(Cân. 710). Atualmente, os Institutos Seculares estão presentes em todas as partes do mundo. No Brasil, a Conferência dos Institutos Seculares (CNIS) está integrada pelas várias CRIS, Conferências  Regionais.

Os integrantes dos Institutos Seculares professam os conselhos evangélicos através dos votos de castidade, pobreza e obediência , conforme as Constituições. Os Institutos Seculares não impõem aos membros a vida ou a habitação em comum.Toda a vida do consagrado secular deve ser convertida em apostolado exercido com abnegação de si, revelando o espírito interior que o anima no mundo e a partir do mundo, nas profissões, atividades , formas , lugares e circunstâncias correspondentes a sua condição secular. (Motu Proprio Primo Feliciter).

João Paulo II refere-se a Paulo VI como um dos homens da Igreja , com paixão e empenho pelos Institutos Seculares, desde a época da promulgação da Provida Mater Ecclesia, quando ele era Subsecretário da Congregação para os Religiosos. Paulo I questiona os Institutos Seculares: “Qual é o vosso dom específico, vosso papel característico, o quid novum que dais à Igreja de hoje?” (Congresso Mundial dos Institutos Seculares em 20.09.1972). Considerava os Institutos Seculares como alpinistas do espírito, no meio do mundo, sempre em estado de vigilância e de iniciativa pessoal, haurindo o sentido da consagração em contínuo exercício de espiritualidade.

João Paulo II fez vários pronunciamentos nos Congressos Internacionais dos Institutos Seculares : Vós estais no centro do conflito que agita e divide o ânimo moderno, por isso , podeis oferecer uma contribuição pastoral eficaz para o futuro, abrindo caminhos novos e de valor universal para o Povo de Deus.(Congresso Internacional em 28.08.1980).Lembra que a missão evangelizadora deve ter em conta as profundas transformações culturais e sociais do nosso tempo e que os membros de Institutos Seculares são chamados a fazer frente a esses desafios elo seu carisma específico, mas com ardor de santidade, par que possam dar testemunho de Evangelho. Considera que a experiência da busca e do encontro com Deus vivo é o que de mais precioso se tem para oferecer aos homens.

Bento VXI encontrou-se com os representantes dos Institutos Seculares , pela primeira vez , em 3 de fevereiro de 2007, por ocasião do Simpósio comemorativo da Provida Mater Ecclesia. Exorta os Institutos Seculares a serem sementes de santidade lançadas nos sulcos da história e que escrevam com a vida e o testemunho parábolas de esperança.

A natureza dos Institutos Seculares também foi reflexão para os teólogos Karl Rahner e Von Balthasar.
A forma de vida dos Institutos Seculares é sustentada por uma espiritualidade encarnada pela caminhada de cada Instituto, no seu carisma específico.

Coordenação Regional

Carla Denise Maia da Costa

E-mail: ircaita@yahoo.com.br

Fone:: 32234469 e 984071072