Bispos › 28/04/2017

Assembleia geral da CNBB

Dom Remídio José Bohn – Bispo de Cachoeira do Sul e secretário do Regional Sul 3 da CNBB

Com a celebração eucarística, na Basílica de Aparecida, iniciamos a 55ª Assembleia geral da CNBB, que reúne 370 bispos, de 26 de abril a 5 de maio, cujo tema central é a “Iniciação à vida cristã. Durante a celebração de abertura, o presidente da CNBB e arcebispo de Brasília, Cardeal Sérgio da Rocha, pediu oração da Igreja em todo o Brasil pela assembleia e comentou sobre os inúmeros desafios. As dificuldades não devem jamais impedir o anúncio da Palavra de Deus, o cumprimento fiel da Ação Evangelizadora da Igreja, pois ninguém pode aprisionar a Palavra de Deus.

É a d é c i m a A s s e m b l e i a q u e realizamos em Aparecida. Este ano possui um caráter especial, pois comemoramos o jubileu dos 300 anos de Aparecida. Confiamos nosso zelo de pastores e as preocupações pelo momento atual e complexo da situação política e social de nosso país, sob a proteção da Padroeira e Rainha do Brasil. Acreditamos que os nossos esforços em favor da unidade, da justiça e da paz, no Brasil e no mundo, devem ser acompanhados de oração, de muita oração, e da escuta da Palavra de Deus para poder discernir os passos a serem para percorrer o caminho a seguir.

A solicitude do episcopado brasileiro não se restringe à vida interna da Igreja, se estende também à vida social do país, nos seus aspectos políticos, econômicos e culturais, uma vez que os discípulos de Cristo são chamados a ser sal da terra e luz do mundo. Por isso, após uma análise conjuntural sobre a situação eclesial, política, social e cultural neste momento nacional, elaboramos também uma nota oficial e uma mensagem aos trabalhadores e trabalhadoras, reconhecendo que nossa postura se fundamenta na defesa dos valores evangélicos e da ética.

O tema central, na verdade, corresponde à segunda urgência de nossas diretrizes pastorais: “Igreja: casa da Iniciação à Vida Cristã”. Estamos elaborando um documento que há de orientar nossa caminhada de Igreja. Seremos comunidades de comunidades se formos cristãos que levam consigo sadias experiências de encontro com Jesus Cristo; nós seremos Igreja missionária se o nosso anúncio de Jesus Cristo é precedido de um encontro pessoal com Ele; e, seremos cidadãos coerentes, em busca de vida plena para todos, se vivermos os sólidos valores de Seu ensinamento. Para quem deseja acompanhar nossos trabalhos e principais opções, pode acessar o portal da CNBB: cnbb.net.br . Contamos com suas preces!

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.