Bispos › 16/06/2017

Busquemos a reconciliação

Dom Hélio Adelar Rubert – Arcebispo de Santa Maria

Durante a história do cristianismo, têm acontecido vários movimentos de renovação na Igreja, que sempre precisa profunda conversão para nosso Mestre, Jesus Cristo. Estas tentativas de reformas, no entanto, têm levado a muitos conflitos e divisões, o que contradiz as palavras de Jesus: “para que sejam perfeitamente unidos, e o mundo conheça que tu me enviaste e os amaste como amaste a mim”(Jo 17,23).

Todos precisamos confessar nossos pecados e orar por perdão e cura das feridas que resultaram de nossas divisões que construímos ou herdamos na história.

Uma pedra em nosso muro de separação é a “falta de amor e diálogo”. Pedimos perdão por todas as ocasiões em que falhamos no amor entre nós cristãos.

Outra pedra em nosso muro é o “ódio e desprezo”. Quantas vezes nos deixamos conduzir por essas atitudes nada evangélicas.

A “mentira” também é uma pedra em nosso muro. O amor de Cristo nos compele a pedir perdão por nos denunciar e nos acusar falsamente.

Também é uma pedra em nosso muro a “discriminação”. Que Deus nos perdoe por todas as formas de preconceito e discriminação entre nós e em relação a outras pessoas.

A “perseguição” também é uma pedra em nosso muro. O amor de Cristo nos impele a pedir perdão por perseguir e torturar outros irmãos ou nos omitir diante da perseguição e da tortura.

Pedimos perdão pela “quebra de comunhão”, pela quebra de unidade entre nossas Igrejas que se dizem seguidoras do Senhor Jesus.

Outra pedra em nosso muro é a “intolerância”. O amor de Cristo nos leva a pedir perdão por banir nossos irmãos e irmãs de nossa terra natal comum no passado e por atos de intolerância religiosa dos tempos de hoje. Quantas “guerras religiosas” foram promovidas ou justificadas em nome de Deus no passado e nos dias de hoje!

Mais uma pedra em nosso muro é a “omissão”. Quantas vezes promovemos a divisão, desviando-nos de nosso chamado comum para o cuidado de toda a criação!

Uma pedra em nosso muro é o “abuso de poder”. Oramos: Perdoa os nossos pecados, assim como, perdoamos quem peca contra nós.

Temos ainda duas pedras em nosso muro de separação: o “isolamento” e o “orgulho”. Humildemente oramos: – Nosso Deus, olha para o muro que construímos e que nos separa de Ti. Perdoa os nossos pecados. Cura-nos. Ajuda-nos a vencer todos os muros e dá-nos a unidade em Ti, que nos anima a promover a reconciliação. Amém!

 

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.