Notícias › 10/11/2016

Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida

Nesta quinta- feira, 10, foram retomadas as atividades do Comitê Gaúcho da Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida, com reunião na sede da CUT-RS, em Porto Alegre.

Além da partilha sobre a Plenária Nacional da Campanha, foram definidas e planejadas ações que serão realizadas no estado até o final do ano, principalmente para marcar o Dia Internacional de Luta contra os Agrotóxicos, 03 de dezembro.

A Comissão Pastoral da Terra – CPT / RS soma- se a essa Campanha Permanente reforçando a produção agroecológica: familiar, apropriada às diversidades regionais, como forma de garantir o cuidado com a Terra e a garantia em nossas mesas, seja no campo ou na cidade, alimentos saudáveis.

A Campanha contra os Agrotóxicos e pela Vida tem o objetivo de sensibilizar a população brasileira para os riscos que os agrotóxicos representam, e a partir daí tomar medidas para frear o seu uso no Brasil.

O Rio Grande do Sul é um maiores consumidores de agrotóxicos no Brasil. E iniciativas como os projetos de lei que proíbem o uso abusivo de agrotóxicos no RS, de autoria do Deputado Edegar Pretto (PT) e que tramitam na Assembleia Legislativa gaúcha, diminuir o uso excessivo de agrotóxicos e promover a Vida e a saúde da população.
Estiveram conosco além de militantes sociais e ecologistas representantes da:cpt-1

Frente Parlamentar Gaúcha em Defesa da Alimentação Saudável

Central Única dos Trabalhadores CUT – RS CUTRS

Associação de Preservação da Natureza Vale do Gravataí (APN-VG)

Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural – Agapan

Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar – FETRAF – RS

GiraSol Cooperativa de Consumo

MST – Movimento dos Trabalhadores Sem Terra

Conselho de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável do Rio Grande do Sul (CONSEA-RS).

FOTOS e Colaboração: Leandro Molina

Conheça mais sobre a Campanha: http://www.contraosagrotoxicos.org/index.php

 

Por Simonne Pegoraro – Secretária Executiva da CPT/RS

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.