Notícias › 21/12/2016

Cassiano Pertile é ordenado em Passo Fundo

O jovem, que recebeu o último grau da Ordem no último domingo, 18, agradeceu o apoio da família, dos formadores e das comunidades.

 

01O lema presbiteral escolhido por Cassiano Pertile – “O Bom Pastor dá a vida por suas ovelhas”– orientou não apenas a caminhada vocacional do jovem, mas, também, a cerimônia de ordenação que aconteceu no último domingo, 18, na paróquia São Cristóvão, em Passo Fundo. Com a presença de sacerdotes, dos familiares e, também, das comunidades onde atuou, Cassiano disse, mais uma vez, “sim” ao chamado de Deus e se comprometeu, diante do povo, com a missão de levar o Evangelho às diferentes realidades sociais.

Presidida por dom Rodolfo Luís Weber, a celebração foi centrada no evangelho de Mateus e recordou a essencialidade do serviço à Igreja. “Deus usa da mediação humana para chegar até nós e, por isso, precisa contar com pessoas que se disponham a colaborar neste projeto”, iniciou o arcebispo que complementou sua fala acolhendo o novo padre. “Te acolhemos confiantes não apenas nas tuas capacidades, mas na graça de Deus. O projeto de Deus é surpreendente e às vezes dá medo. Mas o Senhor fala através de mensageiros: seja através do Anjo Gabriel, de sonhos ou pelos formadores e pastorais pelas quais passamos ao longo da caminhada vocacional. O grande desafio é esse: se colocar como participante do seu projeto”, completou.

Além das palavras de dom Rodolfo, Cassiano vivenciou, durante o rito de ordenação, a experiência da doação, do serviço e do comprometimento. O novo padre foi ungido pelo arcebispo, professou seus compromissos e foi revestido pela túnica e estola sacerdotal. Ainda, os padres presentes na celebração também receberam com alegria o novo irmão, abençoando-o pela imposição das mãos e acolhendo-o com um fraterno abraço.  Em sua fala, Cassiano agradeceu e, mais uma vez, se colocou pronto para viver a nova missão. “É com o desejo de vivenciar o lema escolhido – O Bom Pastor dá a vida por suas ovelhas – em meu ministério presbiteral que me confio à Maria”, iniciou.

O jovem, que é natural da comunidade Posse Boa Vista, ressaltou, também, três palavras: gratidão, preocupação e esperança. “Primeiro preciso agradecer: muito obrigado, Senhor Deus, pelo chamado que se renova em mim em cada amanhecer”, continuou Cassiano que, ainda, emocionou-se ao lembrar dos pais e dos avós que, durante toda a sua caminhada, o apoiaram e estiveram presentes. Também, o novo padre demonstrou sua preocupação diante do cenário político, econômico e social em que as comunidades estão inseridas. “Questiono-me como ser padre em meio aos desafios e as angústias do povo de Deus hoje? Como ser um padre atento ao Evangelho? Como fazer frente, de modo evangélico, à realidade que vivemos em nosso país?”.

Por fim, encerrando sua fala, Cassiano reafirmou que, apesar do cenário, a esperança no projeto de Deus persiste. “Sim, há esperança. E essa esperança, construída a partir de nossas comunidades, possibilitará que o Reino de Deus seja não apenas uma categoria, mas uma realidade. Mais do que preocupações, a realidade nos mostra, também, e acima de tudo, o lado bom da vida que é formado por tantas pessoas que lutam por um mundo novo. Sou um vocacionado, não sou um privilegiado. Sou um pecador. Conto com vossas orações”, concluiu.

 

Por Sammara Garbelotto
Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Passo Fundo

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.