Notícias › 14/09/2017

Catequistas do RS refletem sobre IVC em Porto Alegre

Cerca de 70 pessoas envolvidas com as coordenações diocesanas de Animação Bíblico-Catequético da Igreja do Rio Grande do Sul participaram de encontro, de 13 a 14 de setembro, na Casa das Irmãs Salesianas, em Porto Alegre (RS). Refletiram sobre Paróquia e Iniciação a Vida Cristã (IVC) e ações enquanto Regional Sul 3 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

O primeiro dia do encontro foi assessorado por frei João Fernandes Reinert, pároco em Nova Iguaçu e professor na Faculdade Franciscana de Petrópolis (RJ).  Frei João abordou a relação do catecumenato e a paróquia, a paróquia e o catecumenato. Segundo ele, sem esse processo catecumenal não se tem uma paróquia nova. Uma paróquia nova pressupõe um catecumenato assumido por todos os participantes. Só haverá paróquias novas na medida da descoberta desse processo catecumenal, que resulta numa verdadeira Iniciação à Vida Cristã.

Segundo dom Jacinto Bergmann, arcebispo de Pelotas e referencial da Animação Bíblico-Catequética regional, a Igreja precisa de cristãos iniciados em Jesus Cristo numa experiência com Ele para haver comunidades vivas de discípulos missionários. “Essa experiência passa por uma conversão pessoal, comunitária e pastoral. Com isso nós teremos cristãos iniciados na fé que evangelizarão na comunidade. Estamos vivendo numa mudança de época com inversão de valores fundamentais e precisamos fazer com que as pessoas se encontrem de novo com Deus”, afirmou dom Jacinto.

A grande  motivação do segundo dia foi a reflexão sobre a fusão da Catequese com a AnimIMG_1511ação Bíblico-Catequética a partir de uma compreensão de Iniciação à Vida Cristã, na Igreja do Rio Grande do Sul. Esse é o grande passo que a Iniciação à Vida Cristã está possibilitando para a catequese e todas as pastorais da Igreja o desejo de despertar para o orante e celebrativo. Menos racionalidade e discursos, menos palestra e mais vivência e experiência de fé, pois é isto que toca as pessoas. “Trabalhamos para que as pessoas mergulhem sempre mais no mistério de Jesus Cristo. Para fazer isto, o celebrativo, o litúrgico, o orante é o caminho mais adequado para um encontro com Jesus Cristo, uma experiência de Deus para ser discípulos. A Bíblia é o centro que desperta as pessoas para a leitura orante, cursos e formações bíblicas. Isso vai dando uma outra mística dentro das nossas comunidades”, frisou o padre Décio José Walker, coordenador da Animação Bíblico-Catequética do Regional Sul 3 da CNBB.

Por Judinei Vanzeto – Assessoria de imprensa – Regional Sul3 da CNBB

IMG_1524IMG_1510

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.