WEBMAIL

Conselho Missionário Diocesano reflete experiência missionária no Pará

Em sua primeira reunião deste ano, dia16, no Centro de Pastoral, 18 integrantes do Conselho Missionário Diocesano acompanharam relato de experiência missionária numa Diocese do Pará e retomaram diversas atividades já programadas.

Depois da oração inicial, animada pela Ir. Geneci Dalmagro, coordenadora diocesana da Infância e Adolescência Missionária, Dom José recordou a centralidade da missão na Igreja, destacando períodos mais ou menos intensos de sua história e o impulso missionário  desencadeado pelo Papa Francisco.

Leonardo Fávero, do Seminário Maior São José em Passo Fundo, cursando o segundo ano de teologia no Itepa, relatou sua participação na 12ª ação missão missionária no amplo território da área pastoral Santa Maria na Diocese de Santarém, PA, nos dias 03 a 27 de janeiro deste ano.  A ação teve por inspiração a passagem do evangelho “vamos para o outro lado do mar” (Mc 4,35) e teve a participação de 35 missionários de todo o Brasil que visitaram 6.500 famílias.

Segundo Leonardo, aquela Diocese tem o cuidado de formar “padres pastores” e não “padres professores”. O contexto geral da área da missão é de elevada drogadição, extração ilegal de madeira com intenso desmatamento e numerosos incêndios, processo de empobrecimento dos ribeirinhos que vivem da pesca, pelo preço insuficiente do seu trabalho e o acesso muito limitado às políticas públicas de desenvolvimento humano. O espaço geográfico tem extensão de água muito grande, visto que está na bacia hidrográfica do rio Amazonas, com dois ambientes, as regiões de várzea, inundadas nas cheias dos rios, e as regiões de terra firme, nas quais é possível a agricultura e pecuária convencionais. Os ambientes de várzea são geralmente menos desenvolvidos, em alguns pontos ainda não há redes elétricas ou acesso à internet ou telefones. O povo é em sua grande maioria simples e muito acolhedor.

Para Leonardo, experiência o fez valorizar muito mais as condições relativamente favoráveis da nossa região e constatar de perto que a falta de conforto e condições não são empecilhos para a felicidade. Muitas dificuldades da missão estão mais no missionário do que no espaço da missão.

Após o relato, o Diácono Lucas Stein, em estágio pastoral na Paróquia São Pedro de Erechim, retomou atividades previstas para este ano:

– encontros de formação por Área Pastoral e em Erechim em cada Paróquia;

– I Congresso Missionário Diocesano, dia 17 de agosto, no salão da Igreja São Cristóvão de Erechim;

– Missão Diocesana, dia 19 de outubro, na Comunidade Sagrado Coração de Jesus, Paróquia São Cristóvão.

– III Congresso Missionário Nacional de Seminaristas, de 10 a 14 de julho, em Santo Antônio da Patrulha, RS;

– encontro anual de formação do Conselho Missionário Regional (Comire), de 12 a 14 de julho, também em Santo Antonio da Patrulha, RS. Neste encontro, dia 13, haverá “um shows de evangelização” comemorando os 25 anos do Projeto Igrejas Solidárias Regional Sul 3 da CNBB-Moçambique;

– encontros mensais de formação missionária na sede do Regional Sul 3 da CNBB, em Porto Alegre.

Ir. Geneci lembrou da necessidade de se prever a organização do encontro da Infância e Adolescência Missionária dos Estados do Sul País (“Sulão”), de 15 a 17 de novembro, no Seminário de Fátima.

 A próxima reunião ordinária do Comidi será no dia 15 de junho, com reflexão o Documento Missão e Cooperação Missionária, a cargo dos seminaristas.

 

SONY DSC