WEBMAIL

Corações ardentes

O mês missionário nos convida a cultivar uma espiritualidade missionária. A mensagem do Papa Francisco, inspirada nos discípulos de Emaús, pode inflamar nossos corações e sintonizá-los com o coração de Jesus.

No caminho de Jerusalém para Emaús, os corações dos dois discípulos estavam tristes devido à morte de Jesus, em quem haviam acreditado. Diante do fracasso da crucificação de seu Mestre, a esperança de que Ele fosse o Messias desabou neles. Enquanto conversavam e discutiam, Jesus mesmo se aproximou e se juntou a eles na jornada.

Assim como no início de sua vocação como discípulos, agora, no momento da desilusão, o Senhor tomou a iniciativa de se aproximar de seus seguidores e caminhar ao lado deles. Em Sua imensa misericórdia, Ele nunca se cansa de estar conosco, apesar de nossos defeitos, dúvidas e fraquezas, mesmo quando a tristeza e o pessimismo nos tornam “homens sem inteligência e lentos de espírito”, pessoas de pouca fé.

Hoje, assim como naquela época, o Senhor ressuscitado está próximo de Seus discípulos missionários e caminha ao lado deles, especialmente quando se sentem frustrados, desanimados e temerosos diante do mistério da maldade que os cerca, tentando sufocá-los. “Não deixemos que nos roubem a esperança!” O Senhor é maior do que nossos problemas, especialmente quando os encontramos ao proclamar o Evangelho ao mundo, pois esta missão é Dele, e nós somos simplesmente Seus humildes colaboradores, “servos inúteis”.

Em Cristo, expresso minha proximidade a todos os missionários e missionárias do mundo, especialmente àqueles que passam por momentos difíceis. O Senhor ressuscitado está sempre com vocês, observando a generosidade e os sacrifícios que fazem em prol da missão evangelizadora em lugares distantes.

Os corações dos discípulos se inflamaram ao ouvir as Escrituras. Jesus é a Palavra viva, a única capaz de incendiar, iluminar e transformar os corações. Deixemos sempre que o Senhor ressuscitado nos acompanhe, para que Ele inflame, ilumine e transforme nossos corações, capacitando-nos a proclamar ao mundo o Seu mistério de salvação com a força e sabedoria que vêm do Seu Espírito.

Dom Jaime Pedro Kohl – Bispo de Osório