Notícias › 06/09/2018

Cruz Alta: Diocese reúne colaboradores para dia de reflexão e convivência

Cruz Alta – Um dia de estudos, reflexão, oração e convivência. Assim foi o encontro de colaboradores da Diocese de Cruz Alta, realizado no dia 4 de setembro, no Centro Diocesano de Formação Pastoral. O encontro, que reuniu quase 100 participantes, foi dividido em dois momentos: na parte da manhã, a Psicóloga Adriane Lourdes Dallabrida Rotilli falou sobre o tema “Relações Humanas”, enfatizando a importância de se buscar um equilíbrio na vida, em todos os âmbitos. Segundo ela, a ansiedade tem tomado muito espaço na vida das pessoas, deixando-as mais agitadas. Desta forma, diz ela, é preciso pensar maneiras de administrar as situações adversas que aparecem. “Precisamos repensar algumas situações e priorizar o que é realmente importante, para não afetar a nossa saúde psicológica”, ressaltou Adriane, salientando que: “Tudo o que não administramos emocionalmente é transferido para o nosso físico. Essa questão do equilíbrio está muito na própria reflexão que tivemos no encontro, do próprio sal. O que é o sal da vida da gente? A gente precisa buscar esse controle emocional”, disse.

Espiritualidade da acolhida

Na parte da tarde, foi abordada a Espiritualidade da acolhida a partir da Iniciação à Vida Cristã, pela coordenadora da Comissão Diocesana de Liturgia, Néli Gambini. Também houve momento para discutir as questões administrativas, com o Ecônomo Diocesano, Vanderlei Franco e equipe administrativa, e, também, as relações e trabalho em equipe, tema abordado por Cleni Nodari. O encontro encerrou com uma missa celebrada pelo Bispo Dom Adelar Baruffi e concelebrada pelos padres Aldecir Corassa, coordenador Diocesano de Pastoral e João Bagolin, Vigário Geral.

Para o Bispo, foi um momento de encontro, em que foi possível conversar, conhecer melhor uns aos outros, visto a diversidade de paróquias que existem na Diocese, sendo muitas distantes geograficamente. “Nem sempre se tem essa oportunidade de se conhecer, de estarmos juntos, então, essa é a primeira motivação. Em segundo lugar, também, recordar que nós todos fazemos parte de uma Igreja e que nós todos somos cristãos. Portanto, além de trabalharmos e nos ocuparmos com a nossa missão a ser realizada numa paróquia, nós também somos parte integrante desta comunidade em que estamos inseridos. Somos membros não somente como quem realiza uma atividade profissional, mas como quem vive, também, a sua fé procurando fazer o bem”, destacou. Segundo o Bispo, o encontro é, também, permeado por um momento de espiritualidade, de formação para a vida da pessoa e formação para as atividades que se realizam.

Um dia para reencontrar amigos distantes

Vera Lúcia Alves da Silva, serviços gerais da Paróquia São José, de Pejuçara e Terezinha Braite, serviços gerais da Paróquia Santa Terezinha de Condor, demonstravam alegria em se encontrar. Vera participou pela primeira vez e estava  muito entusiasmada com tudo que viu. “Achei maravilhoso”, destacou. Já Terezinha está há mais tempo. Para ela, que participa, também, de outras pastorais da Igreja, o encontro foi um momento de reencontrar amigos.

Dejanira Carvalho, que está há 10 anos na Paróquia Conceição, diz ter aproveitado muito o encontro, assim como Rubiane Brigo, que está há pouco tempo na Paróquia São Pedro Apóstolo de Ajuricaba e salientou a oportunidade de poder conviver com pessoas de outras paróquias, visto que a Diocese é grande e muitas cidades são distantes. “Todos fizemos parte de uma equipe que temos os mesmos objetivos. Esta foi uma ótima oportunidade para se ter este momento de convivência entre todos”, destacou. Também vinda de uma Paróquia São Pedro Apóstolo, porém de Fortaleza dos Valos, Tatiane Elicker Bellé, enfatizou o amor que tem pela função que desempenha na secretaria paroquial. “Adoro trabalhar com pessoas, conversar, escutar, acho que esse é nosso trabalho na paróquia, ajudar refletir sobre a vida. É viver e alegrar as pessoas”, disse.