Notícias › 12/12/2016

Diocese de Cruz Alta realiza estudos sobre a CF 2017

 

SONY DSC

A Diocese de Cruz Alta, no sábado (10/12), reuniu suas lideranças para dar início a preparação para a Campanha da Fraternidade 2017, que traz como tema “Fraternidade: Biomas brasileiros e defesa da vida” e o lema “Cultivar e guardar a criação” (Gn 2.15). O encontro de estudos reuniu mais de 120 participantes, sendo realizado no Centro Diocesano de Formação Pastoral, com a assessoria do Pe. César Leandro Padilha, Secretário Executivo da CNBB Sul 3.

Segundo o Pe. Padilha, a campanha de 2017 dá continuidade à campanha da Fraternidade de 2016, onde a Igreja se preocupou em buscar uma consciência e um compromisso maiores com o cuidado com a casa comum, seguindo os ensinamentos do Papa Francisco. “Dando continuidade ao que já vínhamos refletindo no ano, a Igreja do Brasil propõe este cuidado com a casa comum pensando, agora, em cada um dos biomas, que são os diversos ambientes da natureza no Brasil. Temos 06 biomas, entre eles o Pampa gaúcho e a Mata Atlântica, que também chega ao Rio Grande do Sul”, explica. O Pe. Padilha lembra que, ao viver o compromisso com a quaresma, não se pode esquecer que a conversão integral acontece quando se está voltado mais a Deus Pai Criador e, por estar mais unido a Ele, também se é chamado a cuidar da criação. “Cuidar da criação e amar ao Criador significa, acima de tudo, vivermos aquilo que o Papa Francisco chama de ecologia humana. Cuidamos da natureza, porque ela é o dom que o Criador dá para o ser humano”, ressalta. Para o assessor, a campanha da fraternidade vem ser um chamado de conversão para que se assumam compromissos concretos, para que se possa ter uma vida, cada vez, mais humana em sintonia com a natureza em comunhão com o criador, vivendo como irmãos e irmãs.

O Coordenador de Pastoral, Pe Aldecir Corassa, comemorou o número de participantes, visto a importância do encontro que vem auxiliar na reflexão sobre o tema da campanha deste ano. “Estamos muito felizes, pois tivemos um bom número de participantes, que vieram buscar este conhecimento para levar às suas comunidades de fé. Esperamos que todos possam ter uma boa reflexão e que tenhamos uma boa caminhada nas nossas comunidades”, diz.

De acordo com o Bispo Diocesano, Dom Adelar Baruffi, a cada ano a igreja apresenta um tema para que se possa refletir, aprofundar e viver melhor a caminhada da quaresma. É a campanha da fraternidade. Em 2017, esta campanha dá a oportunidade para que se volte o olhar para a criação de Deus, para os diversos biomas que formam o Brasil. “A diversidade da criação revela, também, a beleza de tudo aquilo que sai do coração e da palavra criadora de Deus e Ele, quando cria, coloca, também, o ser humano como aquele que guarda e que cultiva. Na esteira do ensinamento da encíclica Laudato Si do Papa Francisco, nós somos convidados a ter esta postura que exige uma conversão ecológica de olharmos para a criação de Deus, não como algo que temos para usufruir, mas para conviver, cuidar e cultivar”, reforça o Bispo. Segundo ele, este estudo realizado na Diocese de Cruz Alta, busca preparar a todos para que possam viver a Campanha da Fraternidade, o tempo quaresmal, seja nas escolas, nos grupos, nas comunidades ou nas paróquias.

 

 

Por Greice Pozzatto – Assessora de Comunicação da Diocese de Cruz Alta

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.