WEBMAIL

Jubileu de Ouro: Diocese de Erexim celebra 50 anos de instalação

Exatamente nos 50 anos de sua instalação e posse do seu primeiro Bispo, na tarde deste primeiro dia de agosto e início do mês vocacional, a Diocese de Erexim viveu solene celebração jubilar de ouro na Catedral São José. Foi presidida pelo Bispo Diocesano Dom Adimir Antonio Mazali e concelebrada pelo Arcebispo Metropolitano de Passo Fundo, Dom Rodolfo Luís Weber, pelo Bispo de Caxias do Sul e Presidente do Regional Sul 3 da CNBB, Dom José Gislon, Bispo de Erexim por 7 anos, e por mais de 40 padres, com a participação de 6 diáconos permanentes e o diácono seminarista que em breve será ordenado presbítero, religiosas, membros das diversas pastorais, representantes das 30 paróquias, autoridades civis, judiciárias e militares e diversas outras pessoas convidadas dentro do limite das atuais restrições sanitárias. O Coral N. Sra. de Fátima, sob a direção do Pe. José Carlos Sala, compositor do hino do jubileu, dos hinos das romarias e outros, deu especial brilho à celebração pela leveza dos cantos e da música.

No início da celebração, foram introduzidos símbolos marcantes da vida diocesana, a imagem de N. Sra. de Fátima lembrando as romarias anuais, fator preponderante na unidade diocesana; a imagem de São José, Patrono Universal da Igreja e padroeiro da Diocese e o mapa da mesma, lembrando as 30 paróquias, constituídas em 7 Áreas Pastorais, com mais de 400 comunidades.

No final da missa, Dom Adimir, fazendo uso da faculdade que lhe é própria como Bispo diocesano em certas celebrações especiais, concedeu a indulgência plenária aos participantes presenciais e virtuais nas condições costumeiras, confissão recente, comunhão eucarística, renovação da fé e oração pelo Papa. A bênção apostólica da indulgência foi precedida pelo canto do Te Deus, hino solene de ação de graças, e seguida pelo repicar dos sinos como sinal de alegria e gratidão pelo jubileu.

Antes da conclusão, houve o pronunciamento de Dom Rodolfo e Dom José.

A homilia de Dom Adimir

Depois de saudação aos bispos, aos padres, diáconos e ministros, lideranças e outros participantes, autoridades civis, judiciárias e militares, lembrou o início do mês vocacional, cuja primeira semana contempla a vocação ao ministério ordenado, razão pela qual manifestou agradecimento e cumprimentos a todos os ordenados. Citou o documento de São Paulo VI de 27 de maio de 1971 que criou a Diocese de Erexim, instalada em primeiro de agosto seguinte. Como tal, ela se empenhou na realização da missão essencial da Igreja, evangelizar, conduzida por Dom João Hoffmann, Dom Girônimo Zanandréa, ambos já falecidos, por Dom José Gislon, participante da celebração. Expressou gratidão a todos os que participaram desses 50 anos de Diocese, superando obstáculos e adversidades próprias que a missão enfrenta. Ressaltou que se abre uma nova etapa da caminhada, a ser percorrida na esperança e na experiência dos discípulos de Emaús que inspirou o lema jubilar, “Caminha conosco, Senhor”. Para esta nova etapa, é necessário unir forças na diversidade dos dons e carismas para enriquecer nossa Igreja e torná-la sempre mais viva e atuante, numa só fé, num só coração e numa só alma, “tendo em nós os mesmos sentimentos de Cristo Jesus”. Exortou a todos à permanente oração pelas vocações sacerdotais, religiosas, missionárias e leigas, para atender às prementes necessidades da evangelização. Concluiu desejando que São José e N. Sra. de Fátima nos ensinem a caminhar na fidelidade a Jesus, no amor ao próximo e a formar cada vez mais, uma Igreja promotora dos valores humanos em nossas famílias e em nossa sociedade, “a serviço da fé e da vida”. (Adiante, íntegra da homilia de Dom Adimir)

Pronunciamento de Dom Rodolfo

O Arcebispo Metropolitano, após as saudações, recordou a criação da Diocese de Passo Fundo, hoje Arquidiocese, em 13 de março de 1951. Até então, toda a região de lá e daqui pertencia à Diocese de Santa Maria, hoje também Arquidiocese. Com a nova Diocese, a região de Erexim pertencia toda a ela. Mas 20 nos depois, havia necessidade de novas estruturas para cumprir melhor a missão de evangelizar. Por esta necessidade, mas também por desejo da região, encaminhou-se a criação da Diocese de Erexim. Ressaltou viver dois sentimentos, de gratidão e de confiança. Como Arquidiocese e Província Eclesiástica de Passo Fundo, rendemos graças ao Senhor por todos que participaram desta história, unidos a toda a Igreja pela parte da Igreja daqui. Rogamos ao Senhor, invocando os santos e santas padroeiros, por Dom Adimir, pelos presbíteros, pelos religiosos e por todo o povo para que a missão se realize na esperança. Como foi dito a Abraão que seria uma bênção, esta Diocese também é uma bênção para o povo e para a Igreja. Que ela continue realizando sua missão.

 Pronunciamento de Dom José

Após a saudações, expressou sua gratidão a Deus por ter feito parte da história desta Diocese aqui servindo como Bispo por sete anos. Ressaltou a importância do serviço prestado por todas as pessoas do passado e do presente. Desejou que esta história de vida, marcada pela fé, seja acolhida e mantida viva nos corações das novas gerações. Que o Senhor abençoe a todos, guarde e fortaleça na fé e na esperança.

Com informações da Diocese de Erexim