Notícias › 18/10/2017

Dom Carlos é o novo bispo da diocese de Montenegro

Na manhã desta quarta-feira, 18 de outubro de 2017, conforme publicado oficialmente pela Santa Sé no Jornal L’Osservatore Romano, o Santo Padre, Papa Francisco, aceitou o pedido de renúncia de Dom Paulo De Conto ao governo pastoral da Diocese de Montenegro. Em consequência, assume a Diocese como novo pastor o Bispo Coadjutor, Dom Carlos Romulo Gonçalves e Silva. Assim, Dom Paulo passa, a partir desta data, a ser bispo emérito da Diocese de Montenegro.

A carta de renúncia encaminhada por Dom Paulo ao Papa Francisco está em conformidade com o Código de Direito Canônico, que no cânon 401 § 1 diz o seguinte: “Roga-se ao Bispo diocesano, que tiver completado setenta e cinco anos de idade, que apresente a renúncia do ofício ao Sumo Pontífice, o qual providenciará depois de examinadas todas as circunstâncias”.

Dom Carlos_04Dom Paulo De Conto segue residindo em Montenegro e continua à disposição da Igreja e de todo o povo de Deus no trabalho de evangelização e de construção do Reino.

Dom Carlos Romulo Gonçalves e Silva, natural de Piratini, Arquidiocese de Pelotas (RS), estudou Filosofia na Universidade Católica de Pelotas (UCPel) (1988-1990) e Teologia no Instituto de Teologia Paulo VI (UCPel) (1991-1994). Fez Mestrado em Teologia Espiritual no Instituto de Espiritualidade da Pontifícia Universidade Gregoriana em Roma (2002-2004). Foi ordenado sacerdote em 08 de dezembro de 1994, em Piratini. Na Arquidiocese de Pelotas exerceu os seguintes encargos: Assistente do Seminário Menor, Assistente do Propedêutico e Assistente da Filosofia, Vigário Paroquial, Pároco e Reitor do Seminário, Coordenador das Missões Populares e do Serviço de Animação Vocacional, Vigário Geral da Arquidiocese de Pelotas, Responsável pela Pastoral no Colegiado e Coordenador do Curso de Teologia (UCPel) e da Escola Diaconal Arquidiocesana. Em 22 de março de 2017 foi nomeado Bispo Coadjutor da Diocese de Montenegro, sendo ordenado Bispo no dia 04 de junho de 2017 na Catedral São Francisco de Paula em Pelotas/RS e oficialmente acolhido na Diocese de Montenegro no dia 09 de junho subsequente.

Seu lema episcopal é “Servite Domino in Laetitia” – “Servi ao Senhor com Alegria” (Sl 99,2).

O novo bispo da Diocese de Montenegro escreveu algumas palavras de saudação ao povo diocesano. Confira:

 

Mensagem ao Povo de Deus da Diocese de Montenegro

 Queridos irmãos e irmãs em Cristo Jesus: “Graça e paz a vós da parte de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo!” (1Cor 1,3).

Neste dia em que acolhemos o anúncio do Santo Padre, o Papa Francisco, que me confia a missão de vos servir como bispo diocesano, dirijo minha palavra a todos vós, queridos irmãos e irmãs.

Minha saudação é de gratidão a Deus que me chamou e enviou como discípulo e apóstolo para testemunhar o Evangelho.

Minha gratidão por ter ao meu lado Dom Paulo De Conto, que me acolheu com tanto afeto no início do ministério episcopal. A Dom Paulo, agradecemos por seu ministério episcopal e por seu serviço como primeiro bispo da Diocese de Montenegro. Ficamos felizes também por ter escolhido permanecer conosco, em nossa cidade e Diocese, partilhando de sua sabedoria e alegria.

Sou muito grato pela acolhida que recebi em todas as paróquias, através dos padres, diáconos, religiosos e religiosas, seminaristas e lideranças de todas as pastorais, movimentos e grupos eclesiais que formam a nossa amada Diocese. Realmente me sinto em casa, como um irmão entre tantos irmãos e irmãs.

Nosso ministério como bispo diocesano é animar e confirmar a bela missão evangelizadora confiada a todo Povo de Deus. Este serviço nós exercemos em profunda comunhão com todos os padres e diáconos, unidos no sacramento da Ordem, no múnus de servir o Evangelho. Esta missão pastoral e evangelizadora é enriquecida na variedade de carismas revelados pela Vida Religiosa, que estão presentes em nossa Diocese.

Nossa missão é servir, animar e enviar os batizados e batizadas na sua vocação própria de buscar a santidade: na família, como “igreja doméstica”; na comunidade por meio das pastorais, dos movimentos, das coordenações e dos diversos ministérios e serviços; na sociedade, testemunhando o Evangelho em todos os ambientes.

Nossa Diocese foi batizada, por Dom Paulo, como a “Diocese da Alegria”. E de fato, experimentamos em nosso cotidiano este espírito de alegria que brota do Evangelho e que desperta muitos para a missão. Esta mesma alegria está também estampada no “rosto da juventude”, a jovialidade do anúncio do Evangelho.

Por isso convido a todos e a todas, no espírito da Iniciação à Vida Cristã, a estar sempre em comunhão com as crianças e os jovens, com a catequese e a animação vocacional e com nossos seminários. Os vocacionados e vocacionadas, e os nossos seminaristas, revelam a gratuidade do amor de Deus e o quanto é belo trabalhar e rezar pelas vocações.

Nesta oportunidade saúdo a todas as autoridades civis, militares e educacionais, bem como a todos os que vivem e constituem os municípios de nossa Diocese. Minha saudação e disposição de constante diálogo com todos os líderes das Igrejas e demais organizações religiosas. Que nossa comunhão seja sinal de esperança para todos os homens e mulheres desta terra.

Confio na graça de Deus, na intercessão de Nossa Senhora Aparecida e na proteção de São João Batista, nosso padroeiro. Confio na vossa oração e na oração de todos os enfermos e idosos. Somos todos vocacionados, chamados para a missão. Por isso, concluo com as palavras do Papa Francisco: “As vocações nascem da oração e na oração. E só na oração podem perseverar e dar fruto”.

Deus vos abençoe e vos mantenha no serviço da Vinha do Senhor.

Festa de São Lucas Evangelista.

Dom Carlos Romulo Gonçalves e Silva

Bispo Diocesano

 

Saiba mais sobre o novo bispo diocesano de Montenegro aqui: http://www.diocesemontenegro.org.br/noticias/2017/06/moldado-pelo-senhor-para-servir-com-alegria-entrevista-com-monsenhor-carlos-romulo/

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.