Notícias › 19/10/2016

Encontro dos Organismos: um sinal de comunhão da Igreja gaúcha

Em espírito de comunhão eclesial aconteceu o 2° Encontro dos Organismos do Regional Sul 3 da CNBB nos dias 18 e 19 de outubro de 2016, na Casa de Retiros Vila Betânia, em Porto Alegre (RS). Estiveram reunidos três bispos, padres coordenadores diocesanos de pastoral, coordenadores das pastorais específicas e organismos da Igreja gaúcha.

img_0369Durante o encontro foi tratado sobre a Campanha da Fraternidade 2017, que será referente aos biomas brasileiros. O projeto Igreja Solidária ligado a missão em Moçambique, a evangelização da juventude, novo site do regional, Romaria da Terra, preparação para o Natal, Ano Mariano e as diversas pastorais com enfoque ao Jubileu da Misericórdia.

Na apresentação do consultor ambientalista Beto Moesch se constatou que os biomas gaúchos da Mata Atlântica e do Pampa estão ameaçados. “O diagnóstico perpassa pelo zoneamento Econômico Ecológico, estímulos para quem preserva ou produz de forma sustentável, bem como campanhas visando melhorar a nossa cultura e a nossa percepção sobre a importância dos biomas e do meio ambiente”, falou Moesch.

Segundo o secretário executivo, padre Cesar Leandro Padilha, o ponto alto do encontro foram as celebrações eucarísticas, a partilha da Palavra de Deus e a convivência. “Mais que as temáticas, o importante são as partilhas das dioceses com seus desafios, projetos e realizações”, salientou Padilha.

img_0352Foram lembradas duas pessoas importantes que fizeram parte da Igreja do Rio Grande do Sul, e que partiram para o Reino Definitivo, o padre João Marcos Cimadon, Scalabriniano, responsável pela Pastoral do Migrante no RS e SC, e o diácono Ivo Guizzardi, que por mais de 40 anos foi o responsável pela Cáritas da Arquidiocese de Porto Alegre.

De acordo com o o bispo de Erexim e vice-presidente do Regional, dom José Gislon, o encontro reforçou os laços de comunhão da Igreja. “Revimos a caminhada e projetamos aquilo que é específico da vida eclesial. O que podemos melhorar diante dos desafios, nos alegrar com o espírito missionário e diálogo entre as realidades que compõem o regional. Revitalizamos nossas forças no anúncio do Reino sempre em comunhão com a CNBB Nacional e o Papa Francisco”, concluiu o bispo.

 

Por Judinei Vanzeto

Assessoria de Imprensa

Regional Sul 3 da CNBB

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.