Bispos › 12/08/2017

Família, lugar de perdão

Dom Hélio Adelar Rubert – Arcebispo de Santa Maria

Em agosto, mês vocacional, celebramos o Dia dos Pais e a vocação da Família no segundo Domingo.

Cumprimentamos a todos nossos queridos pais em sua vocação na família junto à esposa e filhos. O pai é aquele que dá segurança, que gasta sua vida, seus esforços, suas energias e amor pela sua família. É uma vocação nobre e muito desafiadora. Quanto amor, perdão e trabalhos! Num mundo voltado para os interesses egoístas, para busca do prazer, do ter e do poder, o pai é aquele que vai contra a corrente. É um homem que precisa lutar, dar exemplo, amar por primeiro. Precisa orar, progredir, planejar, sacrificar-se e aprimorar sua vocação na família e na sociedade.

O Papa Francisco, em abril deste ano, ofereceu uma breve e precisa reflexão sobre a família de nossos dias.

Assim se expressou o Papa sobre a família, como lugar do perdão:

– “Não existe família perfeita. Não temos pais perfeitos, não somos perfeitos, não nos casamos com uma pessoa perfeita nem temos filhos perfeitos. Às vezes temos queixas uns dos outros. Decepcionamos uns aos outros. Por isso, não há casamento saudável nem família saudável sem o exercício do perdão. O perdão é vital para nossa saúde emocional e sobrevivência espiritual. Sem perdão a família se torna uma arena de conflitos e um reduto de mágoas.

Sem perdão a família adoece. O perdão é a assepsia da alma, a faxina da mente e a alforria do coração. Quem não perdoa, não tem paz na alma nem comunhão com Deus. A mágoa é um veneno que intoxica e mata. Guardar mágoa no coração é um gesto autodestrutivo. É autofagia. Quem não perdoa adoece física, emocional e espiritualmente.

É por isso que a família precisa ser lugar de vida e não de morte; território de cura e não de adoecimento; palco de perdão e não de culpa. O perdão traz alegria onde a mágoa produziu tristeza; cura, onde a mágoa causou doença” (Papa Francisco – abril 2017).

Oremos por nossos pais: – Senhor, Vós que sois o nosso Pai, agraciai com vossa força e vossa bênção os pais e todas as famílias afetadas por ondas contrárias aos vossos desígnios de amor. Nunca abandoneis o vosso povo. Acolhei as nossas preces. Por Jesus no Espírito Santo. Amém!

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.