Notícias › 18/05/2017

Mensagem final do 32° Encontro de Dioceses de Fronteira

          32º ENCONTRO DE DIOCESES DE FRONTEIRA, EM BAGÉ – RS (BRASIL), 15 A 17 DE MAIO DE 2017

Cuidar da Casa Comum é nossa missão.

“Os vizinhos se encontram para refletir e compartilhar sobre os modelos alternativos de desenvolvimento sustentável que garantam o cuidado da ‘Casa Comum’ para a vida digna de nossos povos” (cf. Gn 2,15; Sb 11,22-12,2).

Cheios de gratidão, concluímos nosso Encontro de Dioceses de Fronteira, na cidade de Bagé, na região conhecida como “Pampa gaúcho”, cujas características como ambiente ou bioma ocuparam espaço importante em nossa reflexão.

Com 90 participantes da Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai, compartilhamos, refletimos e celebramos como vizinhos e amigos nesses dias nossa fé e nosso compromisso com o cuidado da Casa Comum.

Mais uma vez descobrimos a Fronteira como lugar, não de hostilidade, enfrentamento ou concorrência, mas como espaço de encontro, hospitalidade, fraternidade e descobrimento de uma identidade comum e regional.

Assessores técnicos do Brasil e da Argentina nos ajudaram a ampliar nosso olhar e nosso pensamento para perceber um horizonte global, embora complexo, e procurar as formas de ação local. Estes nos apresentaram aspectos e implicações do desenvolvimento sustentável, tanto na perspectiva econômica, social e ambiental como na perspectiva bíblica, teológica, espiritual e pastoral. A visita ao Assentamento Hulha Negra e à Cooperativa COONATERRA, de sementes agroecológicas BioNatur, permitiu-nos conhecer de forma viva e presencial modelos alternativos de desenvolvimento sustentável, que são acompanhados pela Diocese de Bagé e que manifestam a viabilidade de iniciativas que apontam a esperança.

O bispo anfitrião Dom Gilio, lembrou-nos como o Papa Francisco na Laudato Sí nos faz ver que a biodiversidade da terra é uma forma viva e eficaz de cumprir o mandamento do amor a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos. Receber esse mandamento e vivê-lo não nos priva de nossa liberdade, não nos escraviza, não nos aliena; mas nos abre caminhos para a construção da felicidade pessoal e comunitária e, não menos, faz feliz a Deus, Criador de todas as criaturas.

Colocamos nas mãos de Maria a vida de nossos povos e a nossa região. Que ela nos ajude a crescer como discípulos missionários de Jesus Cristo, promotores de modelos alternativos que garantam o cuidado de nossa Casa Comum, tendo em vista a vida digna de nossos povos.

 

Bagé, 17 de maio de 2017

 

Participantes dos seguintes países e dioceses:

Argentina: Dioceses de Concordia, Corrientes, Formosa e Goya

Brasil: Dioceses de Bagé, Chapecó, Pelotas, Rio Grande, Santa Maria, Santo Ângelo e Uruguaiana

Paraguai: Diocese de Encarnación

Uruguai: Dioceses de Melo, Salto e Tacuarembó

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.