Bispos › 02/06/2017

O Espírito da Unidade

Dom Remídio José Bohn – Bispo de Cachoeira do Sul e secretário do Regional Sul 3 da CNBB

Com a festa de Pentecostes, neste domingo, concluímos a semana de oração pela unidade dos cristãos, como nos ensina Jesus em sua oração sacerdotal por todos nós: “Pai Santo, guarda-os em teu nome, o nome que me deste, para que eles sejam um, como nós somos um” (Jo 17, 11).

O Espírito Santo é a alma da Igreja. Ele dá a vida, suscita os diversos carismas que enriquecem o povo de Deus e, sobretudo, cria a unidade entre os crentes: de muitos faz um único corpo, o corpo de Cristo. Toda a vida e missão da Igreja dependem do Espírito Santo.

É o Espírito Santo que faz a unidade da Igreja: unidade na fé, unidade na caridade, unidade na coesão interior. A Igreja e as Igrejas são chamadas a deixarem-se guiar pelo Espírito Santo, colocando-se numa atitude de abertura, docilidade e obediência.

A Igreja, nascida do Pentecostes, recebe em herança o fogo do Espírito Santo… é investida pelo vento do Espírito, que não transmite um poder, mas habilita para um serviço de amor, uma linguagem que cada um é capaz de compreender.

No nosso caminho de fé e de vida fraterna, quanto mais nos deixarmos guiar humildemente pelo Espírito do Senhor, tanto mais superaremos as incompreensões, as divisões e as controvérsias, tornando-nos sinal credível de unidade e de paz.

“Devemos caminhar na estrada que vem da pregação de Jesus e do ensinamento e da assistência do Espirito Santo, que está sempre aberta, sempre livre, porque a doutrina une, os concílios unem a comunidade cristã, enquanto a ideologia divide”, alertava o Papa Francisco há poucos dias atrás.

Numa Igreja onde sempre se discute e os irmãos se traem uns aos outros, ali não está o Espírito. O Espírito faz a novidade, cria a sabedoria que Jesus prometeu: “Ele vos ensinará”. Ele move, mas é quem, no final, cria a unidade harmoniosa entre todos.

De fato a fórmula de nossos diálogos sempre deveria ser como aquela que aconteceu no primeiro concílio, em Jerusalém:“pareceu bem ao Espírito Santo e a nós …” (At 15,28). Esta é a fórmula, quando o Espírito nos coloca todos de acordo.

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.