Bispos › 06/01/2017

Onde está o Rei…?

Dom José Gislon – Bispo Diocesano de Erexim

Depois de termos celebrado, nas famílias e nas comunidades, a Festa do Natal, na qual lembramos o nascimento de Jesus, o Filho de Deus, manifestação do seu amor pela humanidade, a Igreja convida seus filhos e filhas a testemunharem, na vida de fé e nas obras, a luz de Cristo Salvador no mundo.

Na Solenidade da Epifania do Senhor, neste domingo, celebramos a “manifestação” da divindade de Jesus Cristo, homem-Deus ainda menino, como salvador de todos os povos. Os magos que chegaram do Oriente a Jerusalém para adorá-lo representam todos os povos e todos aqueles e aquelas que procuram o Senhor de coração sincero para prestar-lhe culto verdadeiro. Eles, que foram guiados por uma estrela, queriam adorar o verdadeiro Rei, mas nos palácios de Jerusalém encontraram apenas o rei Herodes, que, obcecado pelo poder, não conseguia ver as manifestações de Deus na história do seu povo. Foi na pequena Belém que os corações dos magos se encheram de alegria e seus olhos puderam ver o Rei que buscavam. “E, entrando na casa, viram o menino com Maria, sua mãe, prostrando-se o adoraram…” (Mt 2,11). Tinham encontrado o que buscavam, depois de deixar a segurança do próprio lar, de colocar-se a caminho seguindo a estrela. Fizeram uma viagem marcada pela fé e esperança de encontrar o Rei do Universo, Senhor do tempo e da história, luz, caminho, verdade e vida. Na pequena Belém, a busca dos magos tinha chegado ao fim e na fragilidade de uma criança encontraram a resposta e alcançaram os objetivos da longa jornada: adorar o Rei.

A presença dos magos que se deslocaram do Oriente para adorar o Senhor abre os nossos olhos para entendermos que a salvação de Deus é oferecida à humanidade sem limites ou barreiras geográficas, lingüísticas, étnicas, culturais ou de raças. É, antes de tudo, um dom do amor de Deus. Seu plano de amor é fazer da humanidade uma única família em Jesus Cristo. Mas a humanidade é constituída ainda hoje de Herodes e magos, de pessoas que peregrinam neste mundo, que no caminho da vida seguem tantas estrelas, adoram tantos reis, porém têm dificuldades em distinguir o brilho da Luz da vida e de prostrar-se para adorar o Rei da eterna glória. O encontro com o Rei encheu de alegria o coração dos magos e os conduziu por um novo caminho. Ele, o Rei dos reis, quer estar no nosso coração e nos acompanhar no caminho da vida. Deixa a sua luz iluminar teus passos e sua Palavra guiar tua vida, para poderes caminhar com alegria e esperança para a casa do Pai.

Tende todos um bom domingo.

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.