Notícias › 18/09/2017

Salmistas da Diocese de Cruz Alta se reuniram para formação

Mais de cem salmistas e interessados no assunto estiveram participando, no dia 16 de setembro, do I Encontro de Formação em Salmos promovido pela Diocese de Cruz Alta. A assessoria do encontro ficou a cargo da equipe de canto integrante da Pastoral Litúrgica da Diocese de Montenegro, que abordou questões como o estilo literário dos salmos, a espiritualidade da voz, o salmo na liturgia, entre outros, além de propiciar a partilha e a troca de experiência.

O encontro, realizado no salão paroquial da Catedral, iniciou logo cedo, com a celebração da palavra e contou com a presença do bispo Diocesano Dom Adelar Baruffi. “Este é um momento de aprender, não apenas o canto dos salmos, mas, também, a importância dos salmos enquanto tal, que são orações do povo de Deus, elaboradas pelo povo do antigo testamento a partir de sua vida, dos momentos de alegria, sofrimentos, enfim, de sua caminhada. Nestas orações, o povo de todos os tempos se reconhece. Assim, concluímos que podemos rezar melhor quando compreendemos o sentido e profundidade de cada um dos salmos”, destaca o bispo.

Conforme complementa o Diácono Leandro Ludwig, da Diocese de Montenegro, o salmo, como tal, tem uma dignidade própria e uma importância de ser bem executado dentro da liturgia, devendo ser cantado porque “o canto dá força à palavra.”

Um olhar carinhoso para o ministério do Salmista

Para o seminarista Jonas, da Diocese de Montenegro, a proposta do encontro foi dar um olhar carinhoso para o ministério do salmista e a função do salmo dentro da celebração eucarística, dentro da liturgia da palavra. “A ideia foi proporcionar um aprofundamento sobre o salmo, o seu sentido na liturgia e porque rezar com o salmo? Estudando o seu sentido literário, o seu significado, sua divisão na Bíblia, seu lugar na liturgia, e, claro, olhar para a nossa voz. Sabemos, também, que as primeiras comunidades cantavam o salmo e, por isso, este olhar carinhoso para a música e para quem canta o salmo”, explica. Segundo o seminarista, para aqueles que cantam o salmo, o grande instrumento musical é a voz, por isso, a importância de se trabalhar a espiritualidade da voz. “Precisamos, cada vez mais, como cristãos inseridos neste salmos3mundo, dar razões de nossa fé, como Pedro lembra em sua carta que está na sagrada escritura. E, dar razões da nossa fé é aprofundá-la”, diz.

Para o Coordenador da Música Litúrgica da Diocese de Montenegro, Fernando Petri, o encontro promovido pela Diocese de Cruz Alta foi muito frutuoso, que vem a contribuir para o crescimento da música litúrgica, fazendo sempre da liturgia a fonte e o ápice da vida de fé de todos os cristãos.

Um anseio das comunidades

De acordo com a Coordenadora de Canto e integrantes da Equipe de Liturgia da Diocese de Cruz Alta, Renati Machiavelli, a ideia do encontro de formação em salmos surgiu da necessidade de muitas comunidades e liturgistas de um aprofundamento sobre os salmos. “Muitas pessoas das paróquias e comunidades há tempos já nos pediam um encontro de formação sobre salmos desde a parte formativa até as melodias. A partir deste pedido convidamos a equipe da Diocese de Montenegro que já tem uma boa caminhada para nos assessorar e fazer esta partilha de conhecimentos”, conta.

O Bispo Diocesano parabenizou a iniciativa. “Desejo que cada pessoa que participou deste encontro possa retornar para suas comunidades, seus grupos e ajudar a fazer com que nossas celebrações sejam, de verdade, o ponto alto da vida cristã”, finaliza Dom Adelar.

 

Por Greice Pozzatto

Assessora de Comunicação da Diocese de Cruz Alta

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.