Notícias › 29/11/2017

Santa Maria: 50ª Assembleia Arquidiocesana de Pastoral

Sacerdotes e leigos participam da 50ª Assembleia Arquidiocesana de Pastoral, em Santa Maria.

50 assembleia..A 50ª Assembleia Arquidiocesana de Pastoral teve como temática central a Avaliação da caminhada a partir dos Horizontes da Ação Evangelizadora para 2017. A partir disto, surgiram diversas propostas para o ano que se inicia, uma delas seria a formação evangelizadora abrangendo toda a Arquidiocese e, junto a isto também, criar um Conselho Arquidiocesano de leigos. Tais propostas pautadas serão avaliadas pela Colegiada Arquidiocesana.

A expectativa da Coordenação Arquidiocesana de Pastoral é que o evento reuniu mais de 150 pessoas durante os dois dias, celebrando a comunhão, a experiência de caminhar juntos, pondo em prática as metas do nosso Plano de Pastoral Arquidiocesano, em sintonia com as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil. Mais de sete áreas e mais de dez comissões de pastorais estavam reunidas para planejar as atividades para o ano de 2018 e avaliarão as ações do ano em curso.

Segundo padre Enio José Rigo, Coordenador Arquidiocesano, “A Igreja existe em função do anúncio e fazendo discípulos. Esse caminho é longo e árido, mas é o Senhor quem faz dos batizados um povo de conquista. De igual modo a Igreja não existe sem a reunião em comum, pois “onde dois ou mais estão reunidos”, diz o Evangelho é o Senhor quem a preside. Assim, impulsionados pela palavra e o testemunho do Papa Francisco, estivemos reunidos em assembleia nos dias 24 e 25 de novembro. A razão de ser desta assembleia é reunir os cristãos leigos e os ministros ordenados para celebrar a partilha das suas ações, orações, celebrações e opções aprendendo com as experiências realizadas e penitenciando-nos pelas que não puderam ainda ser plenamente concretizadas, ou o foram  em parte”, explicou.

“Nem tudo pôde ser dito. Deus o sabe e os irmãos também. Alguns aspectos da militância eclesial foram mencionados, com especial zelo pela Equipe Colegiada de Coordenação de Pastoral, para edificar o corpo de Cristo, sem nenhuma vanglória humana. No exercício que a Igreja confiou ao Coordenador de Pastoral da Arquidiocese manifesto, com a alegria de semeador da boa semente, a gratidão pela presença de Dom Hélio, nosso Arcebispo, em tempo integral,  dos padres e diáconos, dos religiosos, seminaristas e dos queridos leigos e leigas pela participação nesta assembleia, que, no dizer de Pe. Antônio Dalla Costa, não é um evento, mas o acontecimento de um processo que vai se desencadeando. Agradeço ao Pe. Antônio pelas luzes evidenciadas e as justas advertências. Gratidão ao diácono Ricardo Rossato pela sua competência de análise regada com seu testemunho de vida”, salientou Rigo.

Agradecimento

Padre Enio agradece com estima e apreço à Equipe do Colegiado que acompanham, orientam e participam do processo pastoral contido nos Horizontes da Ação Evangelizadora da Arquidiocese de Santa Maria aos quais fazemos força em aplicá-los. São Horizontes para o todo. Não são o todo. Nem substituem as ações que o Espírito Santo vai inspirando a cada Paróquia, setores, pastorais ou movimentos a realizarem conforme  as iniciativas e particularidades de cada local e cada pessoa.

Por Karina Freitas

Assessora de Comunicação

da Arquidiocese de  Santa Maria

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.