Bispos › 07/04/2017

Semana Santa e Gesto Concreto da CF

Dom Remídio José Bohn – Diocese de Cachoeira do Sul

O domingo de Ramos marca o início da Semana Santa, na qual vamos com todo respeito e devoção relembrar o sofrimento, paixão e morte de Nosso Senhor Jesus Cristo. Celebra-se a entrada triunfal de Cristo em Jerusalém, sendo aclamado por todos que gritam “Bendito o Filho de Davi, o que vem em nome do Senhor”.

Na liturgia deste domingo, a Igreja dá-nos uma perspectiva global da Paixão de Cristo. Na quinta-feira santa, faz-nos participar na última Ceia. Na sexta-feira santa, convida-nos à “compaixão”, pela morte do Senhor e por todos os sofrimentos dos homens. Na noite de sábado, celebra a Ressurreição. É a Semana Santa…

Sob o lema “Cultivar e guardar a criação”, ao longo da quaresma, refletimos e oramos sobre os biomas brasileiros dentro de uma visão global das expressões da vida e dos dons da criação. Reconhecendo a necessidade pelo cuidado com o meio ambiente e a criação, meditamos acerca da ação do homem na natureza e o que está sendo feito para sua preservação.

Estas reflexões e orações levaram a gestos concretos para viver de forma intensa e verdadeira esse período de preparação para a Páscoa do Senhor, com abstinências para partilhar na solidariedade.

Este gesto nasce dentro do espírito da Quaresma como sinal da solidariedade fraterna. Assim, neste domingo de Ramos e da Paixão, participamos da coleta de solidariedade que será revertido em favor das ações concretas em defesa da vida. É o gesto fraterno da oferta, revestido do caráter de conversão quaresmal.

Por decisão tomada com os representantes das paróquias da nossa Diocese, no encontro preparatório da Campanha, optamos em deixar a cada paróquia escolher a aplicação destes recursos (50% da coleta), sabendo-se que a outra parte (40%) a Diocese enviará para o Fundo Nacional de Solidariedade e (10%)  para o Fundo de Solidariedade do Regional.

Cada comunidade, certamente fez o discernimento de quais ações são possíveis, e entre elas quais são as mais importantes para “cuidar e guardar a criação”. Desta forma, as paróquias de Cachoeira, escolheram os seguintes gestos concretos, onde vão destinar os recursos da coleta. A Catedral: na ajuda a famílias carentes; S. José: na formação para o cuidado com a natureza e aquisição de árvores frutíferas; Santo Antônio: na aquisição de tonéis para a coleta de material reciclável e eletrônico; N. Sra. da Penha: auxílio para os povos indígenas.

Possamos todos viver intensamente esta Semana Santa e participar da alegria da Ressurreição, celebrando a feliz Páscoa!

 

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.