Destaques › 21/06/2018

Seminário Regional de Liturgia reúne grupo em Veranópolis

Pelo terceiro ano consecutivo a cidade de Veranópolis sediou o Seminário Regional de Liturgia, promovido pelo Setor Liturgia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, em parceria com a Rede Celebra RS. O evento iniciou com o almoço na última sexta-feira, dia 15 de junho, e teve seu término ao meio dia do domingo, dia 17. Participaram 90 pessoas (presbíteros, religiosos e religiosas, seminaristas e leigos) de 11 dioceses do Estado, dentre elas, a Arquidiocese de Porto Alegre, com 14 participantes de 3 vicariatos, dentre eles: Padre Luciano Massullo, coordenador do Setor Liturgia Regional e Marcelo Mito, secretário do Setor Liturgia Regional e Coordenador Leigo de Liturgia da Arquidiocese. No segundo dia do Seminário Regional estiveram presentes: Dom Carlos Romulo, Bispo de Montenegro e Dom Alessandro Ruffinoni, Bispo de Caxias do Sul.

Assessorou o Seminário a Irmã Maria da Penha Carpanedo, da Congregação das Pias Discípulas do Divino Mestre, que reside em São Paulo. O Seminário Regional teve como tema: Liturgia: fonte da espiritualidade cristã – o louvor a Deus nas horas da vida. Irmã Penha salientou que “a espiritualidade da Igreja é a espiritualidade litúrgica que tira da tradição mais antiga e genuína o seu alimento, sobretudo das Sagradas Escrituras resplandecentes nas leituras proclamadas e no canto dos Salmos ou neles inspirado, nas diversas formas de oração que explicitam a fé da Igreja. Trata-se de uma espiritualidade vivida mistagogicamente no ritmo do ano litúrgico, itinerário sabiamente construído pela experiência das Igrejas cristãs do Oriente e do Ocidente, com seus ritmos diário, semanal e anual”.

Foi abordado no Seminário Regional a Liturgia das Horas, como oração da Igreja, e também abordado o Ofício Divino das Comunidades, instrumento colocado nas mãos das comunidades eclesiais inspirado nos salmos e na Liturgia das Horas. Em sua mensagem aos participantes do Seminário Regional de Liturgia, Dom Aloísio Dilli, Bispo Referencial para a Liturgia do Estado e Bispo de Santa Cruz do Sul afirmou: “Estamos cientes que não basta multiplicarmos nossas celebrações, quais funcionários do sagrado; precisamos de momentos celebrativos que nos fazem vivenciar em profundidade os mistérios de nossa fé e que nos conduzam a uma resposta coerente, a partir da fé celebrada, nos ambientes de nossa realidade de vida. Uma sadia espiritualidade litúrgica realiza esta interação entre liturgia e vida”.

Para os organizadores, o Seminário Regional, que acontece anualmente, é um momento propício para o fortalecimento da caminhada litúrgica do Estado, para a integração entre as igrejas particulares e a formação que capacita e estimula a ação pastoral nas dioceses e comunidades.