Bispos › 15/10/2017

Uma Igreja missionária

Dom Hélio Adelar Rubert – Arcebispo de Santa Maria

“A alegria do Evangelho para uma Igreja em saída” é a temática do mês missionário deste ano de 2017. Por sua própria natureza a Igreja é missionária. Jesus foi incisivo com seus discípulos: “Ide pelo mundo inteiro e anunciai…” (Mc 16, 15).

“A missão da Igreja, nos lembra o Papa Francisco, não é propagação de uma ideologia religiosa, nem mesmo a proposta de uma ética sublime. No mundo, há muitos movimentos capazes de apresentar ideais elevados ou expressões éticas notáveis. Diversamente, pela missão da Igreja, é Jesus Cristo que continua a evangelizar e agir; e, por isso, ela representa o tempo propício da salvação na história” (Mensagem para o Dia das Missões 2017).

A alegria do evangelho nasce da experiência de quem fez o encontro com Jesus crucificado e ressuscitado. “Ter encontrado Jesus foi o melhor que ocorreu em nossas vidas, e fazê-lo conhecido com nossas palavras e obras é nossa alegria” (Doc. de Aparecida, 29). Esta alegria brota da fé. Não é um mero sentimento. Muitas vezes, comporta cruzes, incompreensões, lágrimas e, até, o martírio. Basta observar na história quantos testemunhos de missionários que sofreram e morreram pelo profetismo do Evangelho. A história também nos mostra que existem mártires da caridade por um martírio quotidiano (‘martírio branco’), que não passa pelo sangue, mas por um dar a vida no amor-serviço, na doação constante pelo Reino de Deus.

O Papa Francisco nos incentiva a sermos uma Igreja em saída, i.é, sair para fora de nós mesmos, de nossos comodismos estruturais e eclesiais. Necessitamos ser uma Igreja em saída, mas que volta da missão para partilhar as alegrias do Reino. É um processo constante de conversão.

No quarto Domingo de outubro, dia 22, fazemos uma ação concreta de doação para as Missões. É o dia da coleta, isto é, além de nossas orações, um gesto concreto que coopera com o projeto de Deus em espírito de partilha. É a experiência da alegria do Evangelho para as regiões mais necessitadas do planeta: África, Oceania, Ásia, América Latina e Caribe.

Sintamos a alegria de sermos Igreja Missionária orando: “Deus de misericórdia, que enviaste o Teu Filho Jesus Cristo e nos sustentas com a força do Espírito Santo, ensina-nos a caminhar juntos e, a exemplo de Maria, sejamos, em toda parte, testemunhas proféticas da alegria do Evangelho para uma Igreja em saída. Amém!”

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.