WEBMAIL

Visita Ad Limina: Bispos do RS embarcam no sábado, 30 de abril, para Roma

A visita, que inicia no dia 02 de maio, comtempla a audiência com o Papa Francisco na manhã do dia 05, quinta-feira.

A contagem regressiva marca apenas três dias para o embarque. Na noite do próximo sábado, 30 de abril, os arcebispos e bispos do Rio Grande do Sul viajam para Roma, onde realizam a visita Ad Limina Apostolorum, no Vaticano.

Durante a visita, de 02 a 06 de maio o grupo participará de reuniões e encontros em diversos Dicastérios, Congregações, Conselhos Pontifícios e Comissões. No dia 04 de maio, o episcopado gaúcho estará na Secretaria de Estado do Vaticano e na manhã de quinta-feira, 05, participará da Audiência com o Papa Francisco.

O arcebispo de Passo Fundo e vice-presidente do Regional Sul 3, dom Rodolfo Weber, acredita que a visita “é um encontro fraterno com o Papa, pois ele também quer saber como está a missão evangelizadora da Igreja nas dioceses dos bispos que o visitam”. Para dom Rodolfo, “é um momento de graça para os bispos por se aproximarem dos túmulos dos príncipes dos Apóstolos, Pedro e Paulo, e ali fortalecerem a fé e a unidade. Nas visitas aos Dicastérios pode-se ter uma visão mais real dos órgãos que auxiliam a missão do papa e dos bispos”, analisa.

Expectativas

O grupo de visitantes integra 23 pessoas, das quatro arquidioceses e 14 dioceses do Regional Sul 3: os 4 arcebispos, 15 bispos ativos, 3 bispos eméritos e o Pe. Silvio Jorge Mazzarolo, administrador diocesano de Cruz Alta.

Entre o grupo está Dom Cleonir Dalbosco, bispo diocesano de Bagé, que agora vive a expectativa de sua primeira visita Ad Limina:

“Estou ansioso para esse momento. Além da rica oportunidade de conhecer os Dicastérios, que orientam e auxiliam a vida e missão da Igreja, teremos a grata satisfação do encontro com o Papa Francisco, que com sua sabedoria e bondade, guiado pelo Espírito Santo, acolhe os relatórios de cada diocese, onde, além das palavras escritas está a vida e a missão de todo a Igreja Local”.

Ele lembra, ainda, que vai em nome de toda a sua diocese e que não estará sozinho:

“Em meu coração levo o clero, religiosos e religiosas, seminaristas, lideranças de nossas comunidades e o nosso querido povo para apresentar ao nosso amado Papa Francisco.  Embarco para a Visita Ad Limina com um sentimento de gratidão e esperança.  Rezem por nós”, finaliza dom Cleonir.

Em 2017 dom Carlos Romulo Gonçalves e Silva assumiu a Diocese de Montenegro e agora, quase 5 anos depois, também se prepara para a sua primeira visita Ad Limina. Contando com as orações de todos, partilha a expectativa de viver este momento como um peregrino:

“Somos apóstolos do Rio Grande do Sul que vamos até o Apóstolo Pedro. Já na preparação percebo uma consciência crescente de nossa missão apostólica e de nossa catolicidade. Para nós, Roma sempre nos lembra Pedro, nos une ao Papa. Ao mesmo tempo será uma visita num clima de oração, pois vamos celebrar nas Basílicas de São Pedro, São João do Latrão, Santa Maria Maior e São Paulo Fora dos Muros. Além disso, estaremos no Colégio Pio Brasileiro, que é um lugar muito querido para todos nós”,

Na emeritude, a comunhão com a Igreja

A viagem estava marcada inicialmente para 21 a 30 de março de 2020, cancelada em virtude da pandemia do Covid-19 e o início do lockdown no mundo inteiro. Com estes dois anos de adiamento, somam-se quase 13 anos desde a última visita Ad Limina realizada pelo episcopado do Regional Sul 3, de 27 de novembro a 10 de dezembro de 2009.

Dos 22 bispos que agora vão ao Vaticano, apenas sete eram bispos diocesanos na época e estavam na visita em 2009, entre eles dom Hélio Adelar Rubert, agora arcebispo emérito de Santa Maria.

A primeira visita Ad Limina de dom Hélio foi em 2000, com o Papa João Paulo II. Depois, esteve com Bento XVI em 2009 e agora chega a sua terceira visita, com o Papa Francisco.

A esperança do arcebispo emérito é que “seja um momento de bênção, de graça, de comunhão e solidariedade, com este aspecto da sinodalidade, onde caminhamos juntos na busca da implantação sempre mais profunda do Reino de Deus nas arqui/dioceses do Rio Grande do Sul”.

Confira abaixo o vídeo enviado por dom Hélio sobre suas expectativas para a visita Ad Limina:

Além de dom Hélio Rubert, estão no grupo outros dois bispos eméritos: dom Zeno Hastenteufel, bispo emérito de Novo Hamburgo e dom José Mário Stroeher, bispo emérito do Rio Grande.

CNBB Sul 3