Artigos, Bispos › 13/11/2020

Acolher a Todos com Amor

Pela bondade divina conseguimos preparar e realizar mais uma Romaria Estadual da Medianeira com pleno êxito. Nossa avaliação humana sempre pode ser relativa, mas certamente a graça de Deus transbordou no coração das pessoas, nas famílias e sociedade.

Apesar da pandemia, as pessoas acompanharam tudo pelos meios de comunicação, rezando, renovando sua fé e confiança no Senhor, achando seu jeito próprio de fazer a sua Romaria, sozinho ou em família. Maria foi uma presença materna para indicar Jesus, o Salvador e para uma conversão coletiva.

No final da Romaria de 2019 assumimos o empenho de colocar em prática a tarefa: Pedir perdão e perdoar! Muitas experiências foram realizadas no perdão e reconciliação. Para a nova tarefa até a próxima Romaria 2021, surgiram muitas sugestões: – Praticar a cultura do diálogo; – Espalhar o bem, a caridade e a paz; – Sejamos artífices da paz; – Queremos ser uma Igreja que serve; – Reavivar a fé e reacender a caridade; – Conhecer o vizinho; – Visitem a residência dos seus empregados e observem suas carências; Quem não tem empregado, visite e ajude outras pessoas e casas necessitadas; – Cultivar a cultura do encontro; – Respeitar a dignidade dos outros e – Acolher a todos com amor!

Entre todas estas boas propostas foi escolhida esta: ACOLHER A TODOS COM AMOR! Nossa vocação cristã é formar uma comunidade feita de irmãos que se acolhem, se ajudam e cuidam uns dos outros na diversidade de culturas, de temperamentos, de crença e de escolhas. O amor une a todos e supera as diferenças mais variadas.

A última encíclica do Papa Francisco: “Fratelli Tutti”, traz inúmeras luzes para iluminar e guiar a vivência desta nova tarefa da 77ª Romaria Estadual da Medianeira. Nossa proposta é que reflitamos e repassemos essa frase para todas as pessoas, comunidades, movimentos e mídia. Os frutos serão para um mundo mais fraterno, solidário e unido, pois, como Maria, a Mãe de Jesus, “queremos ser uma Igreja que serve, que sai de casa, que sai de seus templos, que sai das suas sacristias, para acompanhar a vida, sustentar a esperança, ser sinal de unidade (…) para lançar pontes, abater muros, semear reconciliação” (Doc. Vat. II, NostraAetate, nº 2).

Toda a preparação do Natal será uma preciosa experiência em “Acolher a todos com amor” nas novenas de Natal, na divulgação das guirlandas por toda parte e na acolhida de Jesus em nossos corações, nas famílias e na sociedade!

O amor acolhe e ajuda!

Dom Hélio Adelar Rubert – Arcebispo de Santa Maria