Notícias › 05/05/2021

Arquidiocese de Passo Fundo ordena 11 diáconos permanentes em 2021

Ainda no dia 23 de abril teve início em Passo Fundo a primeira das 11 ordenações de diáconos permanentes previstas pela Arquidiocese de Passo Fundo em 2021, com a celebração da ordenação de Claudomiro Jezus da Silva, na paróquia São Vicente de Paulo, em Passo Fundo. Em seguida, no domingo, 25, Dom Rodolfo Weber, arcebispo de Passo Fundo, ordenou diáconos Gilberto Chiarello e Valter Rosseto, na Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Serafina Corrêa.

No último sábado, na Festa de São José Operário, a paróquia Santo Antônio, de Guaporé, acolheu a ordenação diaconal de Silvio Antônio Bedin e Tarso Apolônio Zeni, em Guaporé.

Segundo o documento da CNBB “Diretrizes para o Diaconato Permanente da Igreja no Brasil”, o diaconato define-se como sacramento de Cristo Servo e como expressão da Igreja Servidora.

“Ele coloca em evidência e potencializa para todo o povo de Deus a dimensão de serviço. Suas vestes características são a estola, que lembra a toalha do lava-pés, gesto da atitude diaconal de Cristo, e a dalmática. Ser ícone de Cristo-Servidor constitui a identidade profunda do diácono. Ao vê-lo, deveríamos ser interpelados aos gestos concretos e à alegria do serviço”, o documento explica.

A formação destes diáconos permanentes passou por um processo de muito trabalho e reflexão nos últimos anos. Depois de decidida a formação, os candidatos passaram por 4 anos de estudo e preparação pastoral, dentre eles foram 3 anos de Teologia no Instituto de Teologia e Pastoral (Itepa Faculdades) em Erechim, 6 meses de Leitorato e 6 meses de Acolitato.

Confira a seguir as próximas ordenações:

08/05 – Itamar da Rosa Vidal, em Tapejara

13/05 – José Martins da Silva, na Paróquia Nossa Senhora de Fátima de Carazinho

20/06 – Ari Augusto Cortez e Dejair Varela, em Casca

22/08 – Júlio Cesar de Ávila, Tapera

Antônio Colle, Paróquia Sagrado Coração, em Passo Fundo, ainda sem data definida.

Com informações da Arquidiocese de Passo Fundo