Artigos, Bispos › 28/02/2020

Bispos visitam o Papa Francisco

Este ano de 2020 será muito abençoado para os Bispos do Brasil, pois teremos a graça de realizar, por regionais, a visita apostólica ao Papa Francisco e aos Dicastérios em Roma. É a chamada “Visita ad limina Apostolorum”.

Nosso Regional do Rio Grande do Sul fará na última semana de março, ou seja 23 até 30, culminando com o encontro final junto ao Papa. Esta visita, oficial e quinquenal dos Bispos do mundo inteiro, possui uma longa tradição. É uma forma de conhecimento, atualização, avaliação e dinamização das realidades da Igreja Católica do mundo inteiro com o sucessor de Pedro e com as Sagradas Congregações dos Dicastérios Romanos. Serão dias de orações e de intensos trabalhos com partilhas de experiências, diálogos, relatórios e visitações.

Pode-se dizer que é também uma peregrinação à Roma, aos túmulos dos Apóstolos Pedro e Paulo e algumas Basílicas, lugares esses onde se veneram aqueles heróis que deram suas vidas por Jesus. Seus túmulos são locais de grandes peregrinações que evangelizam os peregrinos e visitantes. “Não contém somente os restos mortais dos heróis da fé, mas irradiam sua fé pelo mundo inteiro. Não se reduzem a lugares a serem visitados. Lá se busca, na fé apostólica, o encontro com Deus… Em Roma não só se busca o passado. Encontra-se também o sucessor de Pedro e Paulo, na pessoa do Papa. É a sede do Cristianismo, a cidade das igrejas. A visita quinquenal ‘ad liminaApostolorum’, prevista para os Bispos do mundo inteiro, visa estreitar os laços que unem os fiéis da Igreja Católica. O Papa se prodigaliza em acolher os fiéis, em suas audiências semanais” (Cfr. D. Dadeus Grings; Jesus e seus relacionamentos; Ed. Evangraf, Porto Alegre, 2017, pg. 321-322).

Para o episcopado brasileiro já são dez anos que não acontecem mais as visitas ao Papa em Roma devido às mudanças da renúncia do Papa Bento XVI e a chegada do Papa Francisco.

Pedimos ao povo gaúcho que nos acompanhe com suas orações. Os Bispos estarão representando todo nosso Estado Gaúcho com suas alegrias, avanços, mas também com nossas dificuldades e os novos desafios e esperanças. Temos plena consciência de nossa responsabilidade e expectativas. Seremos porta vozes de nosso povo para o abraço, o carinho e oração ao Papa Francisco, bem como para acolher sua palavra, afeto, oração e bênção apostólica para todas as nossas 18 dioceses e nosso povo.

Dom Hélio Adelar Rubert – Arcebispo de Santa Maria