Artigos, Bispos › 16/12/2021

Com Maria, a serviço da vida

Ao celebrarmos o 4º Domingo do Advento queremos saudar a todos (as) que acompanham a Voz da Diocese, com o sentimento de alegria pela proximidade do Natal do Senhor.

Prezados irmãos e irmãs. Estando ainda no caminho de preparação para o Natal, pois advento é tempo de conversão, o salmista nos convida a suplicar ao Senhor: “Iluminai a vossa face sobre nós, convertei-nos para que sejamos salvos”. Mas, ao mesmo tempo ele nos faz mergulhar no sentido da vida renovada pela presença de Deus: “Dai-nos vida, e louvaremos vosso nome”! (Sl 79,19).

Na primeira leitura, o Profeta Miquéias exalta a pequena cidade de Belém e anuncia que dela sairá aquele que vai dominar Israel e instaurar um Reino de amor e de paz. “Tu Belém de Éfrata, pequenina entre os mil povoados de Judá, de ti há de sair aquele que dominará em Israel; […] e ele mesmo será a Paz” (Mq 5,1). Faz-nos uma referência à honra de Belém em gerar o Messias prometido como descendente de Davi, pastor de Belém.

A Carta aos Hebreus sublinha que aquele que entrou no mundo, Cristo, veio para fazer a vontade do Pai. Ele mesmo diz: “Eu vim ó Deus, para fazer a tua vontade” (Hb. 10,7b). E isso convida-nos a acolher esta proposta libertadora dispostos a total obediência a Deus seguindo o seu exemplo e construindo este novo reino.

O Evangelho nos remete a presença de Jesus que se manifesta no ventre de sua mãe quando ela vai ao encontro de sua prima Isabel que exclamou: “Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre! ” (Lc 1,42) A presença de Jesus causa alegria mesmo antes de seu nascimento. A figura de Maria indica-nos a dimensão de serviço e disponibilidade a Deus, e Isabel nos convida a reconhecer em Jesus, o senhor de sua vida, mesmo não se sentido merecedora desta graça. “Como posso merecer que a mãe do meu Senhor me venha visitar? ” (Lc 1, 43). Maria, mesmo sendo a Mãe do salvador, nos ensina com seu gesto de ir ao encontro de Isabel para servi-la, a nos colocarmos a serviço da vida com humildade, numa atitude imediata e sem reservas ao projeto de Deus.

Caríssimos irmãos e irmãs. Natal é vida que nasce! Natal é Cristo que vem! Natal é Deus que vem até nós, na fragilidade de uma criança, para realizar o encontro do finito com o infinito, entre a pobreza da humanidade e a riqueza do Divino. Vem para nos dizer que é tempo de acolher o pequenino nascido em Belém, de semear esperanças no coração de todos. Vem para nos ensinar a somar nossos esforços em construir uma sociedade fraterna e um mundo de irmãos. Estejamos, com Maria, a serviço da vida.

Quero aproveitar para desejar a todos (as) que a celebração do nascimento do Menino Deus na gruta de Belém renove, neste Natal e no próximo ano, a firme esperança de que com Ele podemos viver “em comunhão, participação e missão” superando os desafios do atual momento histórico, na certeza de contarmos sempre com a bondade e o amor de Deus.

Do presépio de Belém brote a luz e muitas bênçãos para todas as famílias.

Um feliz e santo Natal! Deus abençoe a todos.

Dom Adimir Antonio Mazali – Bispo Diocesano de Erexim