Notícias › 14/07/2020

Cruz Alta: 69ª Romaria de Fátima será realizada em novo formato

A novena e missa do dia 11/10, serão transmitidas pelas redes sociais e rádios

A 69ª Romaria Diocesana ao Santuário Nossa Senhora de Fátima, com o tema “faça-se em mim segundo a tua Palavra” (Lc 1,38), será adaptada à nova realidade que estamos vivendo. Para evitar aglomerações e, por consequência, uma possível proliferação do covid-19, as missas das noites da novena preparatória, assim como a missa no dia 11 de outubro, não serão presenciais, mas sim, transmitidas pelas redes sociais, como facebook e YouTube, e rádios. A decisão foi tomada em reunião online realizada entre o Bispo Dom Adelar Baruffi, Equipe Diocesana de Pastoral e a comissão dos casais organizadores da 69ª Romaria e visa respeitar as orientações sanitárias. A confirmação foi feita durante uma live realizada no dia 14/07, através da página do Facebook da Diocese de Cruz Alta.

De acordo com Dom Adelar, devido apandemia, tempo de distanciamento social, a realização de uma romaria não presencial quer colaborar com a sociedade, evitando aglomerações. “Esta será uma romaria diferente, em família. Acreditamos na presença e atuação da Igreja Doméstica. Será uma Romaria Doméstica – Domus Eclesiae. Sobretudo, este modo de realizar a Romaria trará presente a perspectiva espiritual da Romaria. É o ano de testemunharmos nosso amor pela Virgem Maria, pela sua presença de mãe que nos cuida sempre”, destaca.

Dom Adelar faz um apelo para que as pessoas acompanhem as missas de suas casas e não vão até o Santuário, visto que a presença na missa será reduzida, de apenas 30 pessoas na capela, cumprindo o distanciamento social.

Promessas

Conforme Dom Adelar, existem muitos motivos para alguém caminhar numa romaria e reforça que, para aquelas pessoas que realizaram promessas a serem pagas com a caminhada, este ano estão dispensadas ou poderão pagá-las em forma de orações e em obras de caridade. “A caminhada é sempre muito especial. Caminhamos porque queremos rezar. Queremos dizer para nós e para Deus que somos um povo. Queremos dizer a Maria: obrigado porque tu és nosso modelo, nossa intercessora. Mas uma fé madura assim, nem sempre está presente. Muitas vezes, no desespero de uma situação difícil, o católico se volta para a Mãe e chora: olha por nós, Ó Virgem Maria. E a mãe olha. Que bom que temos a Mãe. Então, ao fazer uma promessa, que deve pagar com a caminhada, neste ano estão dispensados. Não precisam, porque o bispo diocesano pode liberar, não precisa fazer. Ao contrário, rezem em casa e façam uma obra de caridade”, explica.

O tema

Neste ano, a Romaria traz o tema “fazei tudo o que ele vos disser”, que mostra Maria como modelo de acolhida e vivência da vocação, o que leva ao Ano Vocacional Diocesano quer ajudar a entender o sentido da vocação.

A temática de cada romaria é trabalhada e estudada no decorrer do ano, através de subsídios organizados pela Equipe Diocesana de Pastoral. Neste ano, diferente de anos anteriores em que os encontros eram realizados em grupos e comunidades, o material será trabalhado pelas famílias, em suas casas. Conforme o Coordenador de Pastoral, Pe. Aldecir Corassa, estes encontros de família fazem parte da preparação da romaria. O livro base traz sugestões e o passo a passo de quatro encontros em família, bem como celebração de abertura e celebração penitencial, além de um resumo sobre o Ano vocacional. “Acredito que é uma forma das famílias se reunirem e se unirem ainda mais em oração e cultivo da fé”, destaca.

Momento de dificuldades, mas de esperança

Os casais organizadores da 69ª Romaria de Fátima já estão organizando a programação para a novena e romaria. A motivação, segundo Adriana Cervi Delaméa, Coordenadora da Comissão dos casais organizadores, é a fé em Nossa Senhora de Fátima. “Estamos nos adequando a esta nova situação que estamos vivendo. Acreditamos que, com muita fé e devoção, conseguiremos, dentro do possível, fazer uma romaria de fé. Pedimos aos devotos de Nossa Senhora de Fátima que rezem, em seus lares, com suas famílias”, diz. Junto com o casal coordenador, mais 14 casais fazem parte desta Comissão Organizadora.

A programação ainda não está definida, mas, dependendo das condições na data, será realizada uma procissão motorizada com a imagem de Nossa Senhora de Fátima, abençoando a cidade e a Diocese.

Fonte: Diocese de Cruz Alta