Notícias › 19/08/2019

Diocese de Erexim realiza Congresso Missionário

Em vista do Mês Missionário Extraordinário, em outubro, a Diocese de Erexim realizou seu primeiro Congresso Missionário neste sábado, 17, véspera da solenidade da Assunção de Nossa Senhora, nas dependências da Paróquia São Cristóvão, com mais de 30 participantes, seminaristas, religiosas e representantes de 13 paróquias. O evento foi organizado pelo Conselho Missionário Diocesano e pela Infância e Adolescência Missionária e teve como assessor o Pe. Rodrigo Schüller de Souza, Reitor do Seminário Maior Rainha dos Apóstolos, da Diocese de Osório, Coordenador do Conselho Missionário Regional e que participou por três anos do projeto missionário Igrejas Solidárias RS-Moçambique.

O Congresso teve por objetivo animar e fomentar a “conversão missionária de toda a pastoral”, como indica o Documento de Aparecida e a reflexão sobre a formação dos discípulos missionários à luz do mesmo, em sintonia com o magistério do Papa Francisco e o Mês Missionário Extraordinário.

O assessor iniciou motivando os participantes a colocarem em comum suas motivações para o Congresso. Destacou a importância de se refletir sobre a missão no contexto em que se vive. Continuou aprofundando a natureza da Diocese, lugar privilegiado de comunhão, conforme o Documento de Aparecida. Reunida e alimentada pela Palavra de Deus, pela Eucaristia, a Diocese, Igreja Particular, deve estar voltada para a missão no mundo, em comunhão com as outras Igrejas Particulares. Só assim pode ser, para todos os batizados, casa e escola de comunhão, de participação e solidariedade. Em sua realidade social concreta, o discípulo tem a experiência do encontro com Jesus Cristo vivo, amadurece sua vocação cristã, descobre a riqueza e a graça de ser missionário e anuncia a Palavra com alegria (DAp, n. 164-167). Acentuou a natureza da missão, identidade da Igreja.

Mês Missionário Extraordinário

Pe. Rodrigo mencionou a iniciativa do Papa Francisco de instituir um Mês Missionário Extraordinário no centenário de documento de Bento XV sobre a atividade desenvolvida pelos missionários no mundo. Seu objetivo é “despertar a consciência da missão “ad gentes” (mundo afora) e retomar com novo impulso a conversão missionária da vida e da pastoral”. Referiu subsídios para a realização do Mês Missionário, especialmente o Guia, no qual consta a biografia de servos de Deus de especial testemunho missionário.

Projetos Missionários

Pe. Rodrigo se referiu a projetos missionários, com destaque para dois: “Igrejas-Irmãs” e “Igrejas Solidárias RS-Moçambique e Amazônia”. O Projeto Igrejas-Irmãs foi iniciado em 1972. Consiste em uma Diocese estabelecer cooperação missionária com outra de maior necessidade. Somente a Diocese de Caxias do Sul, pioneira nesse projeto, de 1972 a 1985, enviou mais de 100 missionários para Dioceses da Amazônia. O projeto “Igrejas Solidárias RS-Moçambique” completou 25 anos no corrente ano. Consiste no envio de missionários para Moçambique, África, sob a coordenação do Regional Sul 3 da CNBB. Ultimamente, ele foi estendido também para a Amazônia. Atualmente são quatro missionários presentes em Nampula: as leigas Maria Isabel, de Joinville, e Rita Bandera, de Bagé; e os padres Roni Mayer, de Santa Maria, e Martins de Pinho, do Estado da Bahia.

A palavra de Dom José aos participantes do Congresso Missionário

Agradeceu ao Conselho Missionário Diocesano pela promoção do evento, ao assessor, Pe. Rodrigo, e a todos os participantes. Destacou os 25 do projeto missionário “Igrejas Solidárias” e o desafio do Papa Francisco de uma “Igreja em saída”. Na verdade, o Evangelho exige sair para o anúncio missionário, com os pés na realidade de cada tempo e lugar. Diante da situação atual, é imprescindível recuperar a sensibilidade pela vida do outro, especialmente dos desamparados, muitas vezes sem a atenção da própria Igreja. É preciso uma espiritualidade humana, com respeito e cuidado pela vida e pela Casa Comum. Evangelizando, a Igreja se renova, de modo particular pelo testemunho de tantos missionários e missionárias. Estimulou a todos a levar a suas comunidades um impulso missionário renovado.

Experiência missionária para seminaristas

Leonardo Fávero, seminarista da teologia em Passo Fundo, relatou a sua participação na XII Experiência Missionária para seminaristas, na Diocese de Santarém/PA, de 03 a 27 de janeiro deste ano. Ela aconteceu em três etapas junto às comunidades ribeirinhas do Rio Amazonas e tinha o objetivo de visitar as famílias, conviver e celebrar com elas.