Notícias › 17/12/2020

Diocese de Santa Cruz abraça a 6ª Semana Social Brasileira

Na noite da quarta-feira, dia 16 de dezembro, 45 lideranças políticas, religiosas e educacionais se reuniram para um primeiro Mutirão de Conversa da 6ª Semana Social Brasileira na Diocese de Santa Cruz do Sul. Realizada pela plataforma Google Meet e coordenada pelo Pe. José Carlos Stoffel, a conversa iniciou com a palavra de Dom Aloísio Dilli, bispo diocesano, que destacou Santo Irineu, para quem “a glória de Deus é a vida da pessoa humana”. Terminou sua saudação reafirmando que “a opção preferencial pelos pobres é inerente à fé cristã”.

Pe. José Carlos motivou a conversa com a apresentação de alguns slides, através dos quais esclareceu que o objetivo da Semana Social Brasileira é “articular e mobilizar a sociedade brasileira para o envolvimento nos processos sociopolíticos do país através da realização dos mutirões populares”. Com estes mutirões se quer “identificar os problemas estruturais relacionados à democracia, economia e soberania para que todos tenham o acesso justo e digno à Terra, Teto e Trabalho”.

Na rodada de conversa entre os participantes se destacou a importância de articular as diversas ações que temos previstas para 2021, no intuito de que todas elas contribuam para aprofundar a temática da 6ª Semana Social Brasileira. Entre estas ações foram lembradas: Escola Cristã de Educação Política da Província; 44ª Romaria da Terra marcada para Ilópolis no dia 1º de março de 2022; Assembleia Diocesana de Pastoral marcada para os dias 23 e 24 de novembro de 2021; Curso sobre “Fé, Cidadania e Evangelização” organizado pelo Conselho de Leigos; Cursos Populares de Teologia e Encontro Diocesano de Sementes Crioulas.

Ao final das falas, o professor César Góes elencou várias propostas que surgiram nas conversas: mapear as ações que acontecem; acolher e ver quem são os companheiros que podem somar conosco; potencializar as ações; traduzir as ações em pequenos gestos que somam no grande mutirão; ampliar o processo; descolonizar as mentes; aprender a navegar nas redes; descentralizar as ações; reunir as pessoas; fortalecer a rede da agroecologia; religar as nossas histórias pessoais; ecumenizar as reflexões e atividades; esperançar; avançar…

A partir deste primeiro Mutirão de Conversa, resultou o desafio de se ir para a base, fazendo encontros nas paróquias, comarcas, regiões e na Diocese. Estes encontros deverão acontecer a partir de março de 2021. Ficou a certeza de que a Diocese de Santa Cruz do Sul está abraçando a 6ª Semana Social Brasileira.

Com informações da Diocese de Santa Cruz do Sul