Artigos, Bispos › 16/07/2020

Pandemia: tempo oportuno para repensar o modo de viver e conviver

O ser humano, dotado de capacidades e virtudes, tem a possibilidade de escolher a maneira com a qual vê e se relaciona com um acontecimento ao seu redor. Certamente já se ouviu dizer que a mesma realidade pode ser vista a partir de pontos de vista diferentes. Sabemos que não basta ver as coisas, mas é preciso, sim, um olhar mais profundo, reflexivo e empático, no desejo de compreender melhor os pequenos e grandes acontecimentos da vida. Sem dúvida, o modo com o qual se vê a realidade, influencia no modo de viver e conviver seja consigo mesmo, com os outros, com o meio ambiente e com Deus.

A pandemia pela qual estamos passando, seguramente traz em si a possibilidade para o ser humano repensar o todo de sua vida e perceber melhor quais são as motivações que o movem no seu modo de viver e conviver com seus semelhantes. Tudo indica que aquilo que se tem dentro de si aflora muito mais em tempos como esse que vivemos atualmente. Se são motivações altruístas, marcadas pelo desejo de promover a paz, o amor e favorecer uma vida mais digna para os seus, incluindo, sobretudo, os mais desprovidos de condições dignas de vida, certamente esse potencial vai aflorar muito mais. Mas também pode acontecer o contrário: caso predomine no coração humano desejos e sentimentos egoístas e mesquinhos, a tendência é que aflorem mais ainda causando efeitos danosos a si mesmo, aos seus e com consequências desastrosas para muitos outros ao seu redor.

O fato é que todo ser humano, no uso adequado de sua razão, tem capacidade para fazer escolhas diferentes. Não precisa deixar o lado egoísta, mesquinho, individualista predominar em seu ser. Pode, com certeza, discernir e escolher valores mais sublimes que orientem a vida no dia a dia, de tal modo que seja uma presença que favoreça a construção de um mundo melhor, mais humano, fraterno e solidário. Já na Sagrada Escritura encontramos o seguinte: “vê, eu ponho diante de ti a vida e o bem, a morte e o mal… escolhe, pois, a vida, para que vivas, tu e tua descendência, amando ao Senhor, teu Deus, dando ouvido à sua voz e apegando-te a ele…” (Dt 30, 15.19b – 20).

Assim sendo, esse tempo de pandemia pode ser aproveitado pelo ser humano como oportunidade para desenvolver valores mais sublimes e o mesmo se apegar ao que é mais essencial. O mundo pode ser melhor, mas isso depende da escolha de cada um no seu modo de viver e conviver com os seus, com o meio ambiente e com o próprio Criador de todas as coisas.

Dom Aparecido Donizeti de Souza, Bispo Auxiliar de Porto Alegre