Pastoral da Sobriedade

Pastoral da Sobriedade

Coordenação da Pastoral da Sobriedade – Regional Sul 3

Coordenador: Rinaldo Alberton
Vice-Coordenadora: Genacéia da Silva Alberton
Celular: (51) 99998-6503
E-mail:  rinaldoalberton@gmail.com



Os 12 Passos da Pastoral da Sobriedade
são vivenciados periódica e ciclicamente traduzindo um Programa de Vida Nova que cumpre a primeira missão da Igreja: a evangelização.

1- Admitir
2- Confiar
3- Entregar
4- Arrepender-se
5- Confessar
6- Renascer
7- Reparar
8- Professar a Fé
9- Orar e Vigiar
10- Servir
11- Celebrar
12- Festejar


Oração do Programa de Vida Nova

Senhor, ADMITO minha dependência dos vícios e pecados, e que sozinho, não posso vencê-los. Liberta-me!
Senhor, CONFIO em Ti, ouve o meu clamor. Cura-me!
Senhor, ENTREGO minha vida, minhas dependências, em tuas mãos. Espero em Ti. Aceita-me!
Senhor, ARREPENDIDO de tudo que fiz, quero voltar para a tua graça, para a casa do Pai. Acolhe-me!
Senhor, CONFESSO meus pecados, e publicamente, peço teu perdão e o perdão dos meus irmãos. Absolve-me!
Senhor, RENASÇO no teu Espírito para a Sobriedade. O homem velho passou, eis que sou uma criatura nova. Batiza-me!
Senhor, REPARO financeira e moralmente a todos que, na minha dependência, eu prejudiquei. Ajuda-me a resgatar minha dignidade e a confiança dos meus. Restaura-me!
Senhor, PROFESSO que creio na Santíssima Trindade e peço a ajuda da Igreja, com a intercessão de todos os santos. Instrui-me na Tua Palavra!
Senhor, ORANDO e VIGIANDO para não cair em tentação, seremos perseverantes nos Teus ensinamentos. Dá-me a Tua Paz!
Senhor, SERVINDO, a exemplo de Maria, nossa mãe e de todos, queremos, gratuitamente, fazer dos excluídos os nossos preferidos, através da Pastoral da Sobriedade.
Senhor, CELEBRANDO a Eucaristia, em comunidade com os irmãos, teremos força e graça, para perseverarmos nesta caminhada. Alimenta-nos no Corpo e Sangue de Jesus!
Senhor, FESTEJANDO os 12 passos para a Sobriedade Cristã, irmanados com todos, na mesma esperança, por um século sem drogas, queremos partilhar e anunciar Jesus Cristo Redentor, pelo nosso testemunho.
Amém.

“Piedade Redentora de Cristo, dai-nos a Sobriedade.”
“Sobriedade e Paz, só por hoje, graças a Deus.”


Sobre os Grupos de AutoAjuda

São reuniões semanais, implantadas nas Paróquias ou comunidades, onde se propõe um Programa de Vida Nova que leva à conversão.

A reunião do Grupo de Auto-Ajuda da Pastoral da Sobriedade está baseada no modelo sistêmico da psicologia, no qual a dificuldade de um dos membros da família é compartilhada por todos e, cada um, tem sua participação e responsabilidade no processo de mudança.

O objetivo da reunião é tratar o problema da dependência química, abrangendo o grupo familiar, sem, no entanto, promover um confronto entre eles.

Enquanto o dependente participa, buscando a recuperação, o familiar participa para se orientar e ajudar de maneira efetiva na recuperação de seu dependente. Assim, através de uma interação dinâmica que é a partilha da experiência de vida de cada participante, que acontece nos pequenos grupos, dependente e co-dependente tomam consciência dos problemas que estão prejudicando o relacionamento familiar.

A partir das reflexões dos 12 Passos, aos poucos, essa conscientização deve estimular a mudança de comportamento, tornando o dependente e os familiares mais sensíveis ao sofrimento um do outro. Essa sensibilidade os fará mais acolhedores e compreensivos e os levará a demonstrar a caridade e o amor incondicional, que todo cristão tem o dever de vivenciar, principalmente com as pessoas mais próximas, que são as que fazem parte da própria família.

Assim sendo, a metodologia do Grupo de Auto-Ajuda da Pastoral atende as exigências permanentes da Evangelização, assim como as novas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora no Brasil focadas na Pessoa, na Comunidade e na Sociedade.

O Grupo de Auto-Ajuda da Pastoral da Sobriedade trabalha os 12 Passos, baseados na reflexão e na vivência de 12 temas bíblicos que pretendem levar a uma conversão, a um novo programa de vida. Isto porque a Pastoral da Sobriedade não se limita apenas em bloquear o uso da droga e o abuso do álcool, mas propõe a descoberta do verdadeiro sentido da vida.

O Grupo de Auto-Ajuda pretende levar o co-dependente e o dependente a fazer a terapia do amor, isto é, exercitarem o amor incondicional, pois quem ama conduz para a vida eterna, através do conhecimento de Jesus e de seu Projeto Libertação.

Os 12 Passos contemplam a Doutrina da Igreja Católica e os Sacramentos.  São eles: Admitir, Confiar, Entregar, Arrepender-se, Confessar, Renascer, Reparar, Processar a Fé, Orar e Vigiar, Servir, Celebrar e Festejar.

Características:

– É uma pastoral.
– É um programa de vida nova, a Terapia do Amor.
– É uma ação evangelizadora
– Não se limita à dependência química.
– Conduz a uma reflexão pessoal.
– Não permite aconselhamento durante a reunião.
– Respeita a individualidade.
– Trabalha o respeito e a disciplina.
– No grupo de partilha não separa as pessoas por sua condição, mas por parentesco.
– Não se limita a bloquear o uso das drogas, mas propõe a redescoberta da dignidade e do verdadeiro sentido da vida.

“Vida Sim, drogas não!”. (CF-2001)


Como Implantar a Pastoral da Sobriedade na sua Paróquia

A identidade da Pastoral da Sobriedade é o grupo de autoajuda, e este é a consolidação do desenvolvimento do trabalho da Pastoral. O pároco ou o responsável pela comunidade eclesial, por recomendação do Conselho de Pastoral, por iniciativa própria ou por sugestão de algum leigo convida um grupo de pessoas para trabalhar a favor da vida, a fim de formar na paróquia uma equipe interessada na implantação do Grupo de AutoAjuda da Pastoral da Sobriedade, priorizando novas lideranças. Encaminha os componentes da equipe à participação no Curso de Capacitação de Agentes da Pastoral da Sobriedade.

Os agentes articulam, em reunião com o Pároco sobre o local, dia e horário das reuniões do Grupo de AutoAjuda da Pastoral da Sobriedade, lavram Ata de Abertura dessa reunião e enviam cópia da Ata de Abertura do Grupo de AutoAjuda, assinada pelo Pároco para a Coordenação Diocesana/Regional/Nacional, para efeito de Registro.

Breve Histórico: A Pastoral da Sobriedade é uma pastoral missionária e social. É uma resposta da Igreja frente ao grave problema da dependência alcoólica e demais drogas lícitas e ilícitas que degradam pessoas, destroem famílias e causam violência doméstica e mortes nas estradas. É uma atividade missionário-evangelizadora, exercida junto aos demais grupos da comunidade, em comunhão com as outras pastorais e movimentos, propondo-lhes uma mudança de vida pela conversão pessoal e pastoral. A Pastoral da Sobriedade foi criada em 1998, na 36ª Assembléia da CNBB. Possui  Estatuto e Regimento Interno próprios que orientam  a criação e  organização da Pastoral da Sobriedade, bem como disciplinam o  funcionamento dos Grupos de Autoajuda paroquiais (GAA). A identidade pastoral é o GAA, onde os  Agentes da Pastoral desenvolvem a atividade voluntária que tem uma metodologia própria e especificada no Programa de Vida Nova, tendo, em sua fundamentação, a Palavra de Deus e a pedagogia de Jesus Cristo.  No Regional 3, os primeiros GAA foram criados em 2002. Atualmente, temos 12 GAA  em atividade. Foram realizados, até hoje, 14 Cursos de Capacitação de Agentes.

Objetivo: Prevenir e recuperar com ações pastorais e comunitárias pessoas com dependência alcoólica e outras drogas, vícios e pecados, através dos GAA, a partir da vivência dos 12 Passos da Pastoral da Sobriedade, e, numa ação pastoral conjunta, contar com a colaboração de todas as demais pastorais e movimentos da Igreja particular. Para isso,  objetiva capacitar Agentes, implantar GAA paroquiais, promover Formação Permanente e atuar politicamente junto aos Conselhos da  Comunidade.

Atuação em quantas e quais dioceses:

Local do GAA   –   REG. SUL3       Data do Início      Cidade                Diocese            Ativo

Paróquia São João Batista-A. Rib        27/08/2018   Sapiranga            Novo Hamburgo     Sim

Paróquia São João Batista-A.Mant.     01/04/2018   São Leopoldo      Novo Hamburgo      Sim

Capela Nossa Senhora do Brasil          27/08/2017   Porto Alegre       Arquidiocese    Até 05.18

Comunidade Terapêutica Libertação    26/08/2017    Porto Alegre      Arquidiocese           Sim

Paróquia N. S. da Conceição-Araricá   09/09/2017   Araricá                Novo Hamburgo     Sim

Paroquia Sao Pedro-Gramado              13/09/2017   Gramado            Novo Hamburgo     Sim

Paróquia Sagr. Cor. de Jesus-S. Af.     01/09/2017   Novo Hamburgo Novo Hamburgo     Sim

Capela Santa Luzia                               19/11/2016   Porto Alegre       Arquidiocese   Até 08.17

Paroquia Santa Catarina                       27/09/2016   São leopoldo       Novo Hamburgo    Sim

Paróquia São João Batista                    06/09/2016   Parobé                Novo Hamburgo    Sim

Paróquia Santa Ana                              30/10/2015   Gravataí              Arquidiocese          Sim

Paróquia Menino Deus                          29/08/2014   Porto Alegre       Arquidiocese          Sim

Paróquia Nossa Senhora das Graças   04/03/2013   Gravataí              Arquidiocese         Sim

Paróquia Nossa Senhora do Rosário    13/09/2008   Barão Cotigipe    Erexim           Até 11.08

Paróquia N. S. Imaculada Conceição    19/08/2003   Getúlio Vargas   Erexim            Até 08.09

Paróquia Santa Terezinha do M. Jesus  28/08/2002  Estação              Erexim                   Sim

Paróquia São Marcos                             06/11/2002  São Marcos        Caxias do Sul Até 12.13

Dados do Sist. Inform. Nacional  –   até 31.12.2018