Artigos, Bispos › 08/07/2022

Profecia e esperança

Queridos irmãos e irmãs em Cristo Jesus! Nas Sagradas Escrituras, o verdadeiro profeta é um homem chamado por Deus para uma missão. Ele age no mundo, mas não para o mundo. Mas para realizar essa missão, ele precisa assumir a sua vocação, dizer sim a Deus, para depois cuidar do povo. Porém, nem todos os que foram chamados por Deus para serem profetas, aceitaram prontamente o chamado, cientes da grandeza da missão e da própria fragilidade humana que os acompanhava, manifestaram num primeiro momento resistência ao chamado. “Eu não sei falar”, “Sou muito jovem”, “Sou o filho mais novo da casa de meu pai”…etc. A resistência é a garantia de que a vocação é dom de Deus, não é “auto-vocação” para uma “auto-realização”. Deus nos conhece melhor do que a nós mesmos, quando Ele nos chama é porque sabe que nós somos capazes de cumprir a missão que Ele vai nos confiar. Mas toda missão também tem seus espinhos, e a dos profetas não foi diferente. Foram homens que, pelo “sim” ao chamado de Deus, foram incompreendidos e sofreram perseguições. Mesmo assim, viveram a vocação e a missão, com amor e fidelidade, e mesmo sendo perseguidos pelos homens, sentiram-se acompanhados e protegidos por Deus.

A vocação à vida, à salvação, ao ministério, não é fruto da improvisação, mas vem da eternidade de Deus. São Paulo na carta aos Efésios (Ef 1,3-14) convida-nos a entrar no mistério da eleição divina do homem, na bênção, na santidade, no amor, na graça, para o louvor da glória do Pai, no Cristo, sob o selo do Espírito Santo. A mãe Igreja tem o sacerdócio como uma vocação, cuja missão é estar a serviço do Reino, na Igreja Povo de Deus. Mas o servir requer disponibilidade, obediência, tempo para estar à escuta de Deus e da sua palavra, e abertura de coração para amar e acolher o Cristo Jesus que se manifesta no rosto de cada pessoa da comunidade.

Jesus, o Filho de Deus, foi enviado pelo Pai para anunciar o Reino. A missão da Igreja provém daquela de Cristo. É o Senhor Jesus, o primeiro missionário, enviado pelo Pai para salvar o mundo. Mas Jesus chama também discípulos para ajudá-lo na missão. O primeiro passo dos discípulos foi aceitar o convite do Mestre Jesus, “vem e segue-me”; o segundo foi acreditar na missão a que foram chamados e preparados; o terceiro foi o despojamento pelo anúncio do Reino, confiando na Providencia Divina que se manifesta na caridade das pessoas que acolhem o Evangelho de Cristo Jesus.

O primeiro fruto que uma comunidade deve manifestar, depois de acolher o Evangelho de Cristo Jesus, é o testemunho da caridade recíproca ao interno da própria comunidade. É difícil perceber o valor da comunhão, da beleza e da novidade de viver o Evangelho, se o mesmo não é visível nas relações humanas, entre os fiéis que professam a mesma fé.

Jesus envia os discípulos em missão. A missão do sacerdote é continuar a missão que os discípulos receberam do Senhor Jesus, isto é: “anunciar o Reino de Deus e a sua justiça”. Mas este compromisso não é só do padre, é de todos os batizados. Por isso, numa paróquia, se queremos ter uma Igreja viva, comprometida com a causa do Reino de Deus, é indispensável o envolvimento dos batizados, ou seja, dos leigos. O padre é o animador da comunidade paroquial, mas precisa do envolvimento dos leigos nas pastorais, nos movimentos e nos conselhos, para que a Igreja, Povo de Deus, seja orante, missionária e solidária. A missão do padre também é cuidar da formação dos seus paroquianos. Eles também precisam receber formação para que possam desempenhar bem e com amor a própria missão na comunidade. Todos podem fazer algo pelo anúncio do Reino. Quem não quer comprometer-se com o Reino é porque não acolheu o Evangelho de Jesus em sua vida, ou perdeu a esperança de que Jesus é o caminho, a verdade e a vida que nos salva.

Por intercessão de Nossa Senhora de Caravaggio, nossa mãe, rainha e padroeira de nossa Diocese, abençoe-vos o Deus todo poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

Tende todos um bom dia.

+ Dom José Gislon, OFMCap. – Bispo Diocesano de Caxias do Sul