COMIRE RS › 23/09/2019

Regional Sul 3 reúne dioceses do Rio Grande do Sul no COMIRE

O encontro, ocorrido em Porto Alegre na última quinta-feira (19), fortaleceu especialmente a programação do Mês Missionário Extraordinário.

 

“Participar da reunião do Conselho Missionário Regional sempre é um momento de retomar o desejo pela conversão missionária da vocação de cada um de nós”. A partilha do seminarista de Erexim, Leonardo Fávero, traduz o sentimento de muitos missionários e missionárias que participaram na quinta-feira, 19 de setembro, da reunião do COMIRE.

No Conselho Estadual, Leonardo representa o Comise – Conselho Missionário dos Seminaristas – da Província Eclesiástica de Passo Fundo e ressalta que o encontro, a partilha, a formação, o compromisso que resulta da participação no Comire anima a caminhada formativa e o empenho em traduzir isso nas casas de formação e aos irmãos seminaristas. Para ele, “o COMISE é um espaço privilegiado para formar no seminarista a importância do compromisso missionário do anúncio do Deus da Vida e isso se reflete também no envolvimento nos Conselhos Diocesanos.”

No Rio Grande do Sul, o conselho missionário reúne representantes das arquidioceses e dioceses do estado, além dos coordenadores das Obras Pontifícias, religiosos, missionários e missionárias. Somando estas forças, o conselho pautou especialmente neste encontro a dinamização do Programa Missionário Nacional e a organização do Mês Missionário Extraordinário nas Igrejas Locais, no próximo mês.

O espaço também é fundamental para partilhar experiências e agregar forças na cooperação e animação missionária. Marilene Gayger, do Conselho Missionário da Diocese de Osório, explica que o Comire é importante porque “não somos ilhas. Devemos trabalhar em sintonia com toda a Igreja, e o conselho regional é onde unimos forças para a missão. Através das partilhas podemos traçar caminhos de acordo com as realidades de cada diocese, mas na busca do mesmo espírito missionário, da Igreja em saída que tanto nos pede o Papa Francisco”, ressalta Marilene.

A reunião do Conselho Missionário ainda foi oportunidade para partilhar o andamento das iniciativas missionárias estaduais, como a IAM (Infância e Adolescência Missionária), a JM (Juventude Missionária) e o projeto Igrejas Solidárias, desenvolvido pelo Rio Grande do Sul e a Arquidiocese de Nampula, em Moçambique.

Avaliação do caminho percorrido

Os participantes do encontro partilharam também as impressões e ressonâncias em suas dioceses da Formação Missionária Estadual, ocorrida em Santo Antônio da Patrulha de 12 a 14 de julho. Este encontro contou com a presença de três moçambicanos – Jorge Silane, José Paulo da Gama e o arcebispo de Nampula, Dom Inácio Saure – para celebrar os 25 anos de presença missionária do Rio Grande do Sul em Moçambique.

Padre Rodrigo Schüler de Souza comenta que a avaliação destacou de maneira especial a presença do padre Moussa Serge Traore na formação, que “nos provocou a repensar nossas ações a partir do Mês Missionário Extraordinário e da análise de missão como encontro”. O coordenador do Conselho Missionário Estadual destaca ainda a presença da irmã Irene Lopes assessora da Comissão Episcopal Especial para Amazônia da CNBB, que apresentou o processo e as propostas do Sínodo dos Bispos para a região Pan Amazônica.

 

Texto: Victória Holzbach

Fotos: Leonardo Fávero e Pe. Rodrigo Schüler