Artigos, Bispos › 21/05/2021

Solenidade de Pentecostes: Uma nova Comunidade

Saudamos com muito carinho e estima a todos os irmãos e irmãs que acompanham o programa Voz da Diocese, na alegria de nosso ano jubilar: 50 anos a serviço da fé e da vida.

Passados os 50 dias depois da Páscoa, celebramos neste final de semana a Solenidade de Pentecostes. Depois que Jesus subiu aos céus, enviou sobre os Apóstolos, reunidos com Maria no cenáculo, o Espírito Santo como Dom de Deus. Este Dom que é derramado sobre todos os que n’Ele creem para renovar a vida, transformá-la e para formar uma nova comunidade.

A primeira leitura recorda como os Apóstolos receberam o Espírito Santo, manifestado em forma de línguas de fogo sobre eles que estavam juntos “reunidos no mesmo lugar” (At 2,1) e como eles “começaram a falar em outras línguas conforme o Espírito os inspirava” (At 2,4). São homens novos capazes de vencer as diferenças de raça e de línguas para formar uma nova comunidade baseada no amor. É o Espírito que gera unidade do novo povo de Deus.

Da mesma forma, São Paulo na Carta aos Coríntios apresenta que “há diversidade de dons, mas um mesmo é o Espírito. Há diversidade de ministérios, mas um mesmo é o Senhor. Há diferentes atividades, mas um mesmo Deus que realiza todas estas coisas em todos. A cada um é dada a manifestação do Espírito em vista do bem comum” ( 1Cor, 12,4-7). Portanto, é o Espírito Santo que enriquece a vida de todos com os seus dons, criando unidade de todos aqueles que creem e vivem na comunidade cristã. Cada um com os seus dons colocados a serviço do bem comum.

No Evangelho, São João narra os primeiros passos da comunidade reunida e ainda com medo, mas que Jesus vem ao seu encontro e coloca-se no meio deles, saudando-os com a paz e os enviando como Ele fora enviado pelo Pai. Em seguida, sopra sobre eles e diz: “Recebei o Espírito Santo. A quem perdoardes os pecados, eles lhes serão perdoados; a quem não os perdoardes, eles lhe serão retidos” (Jo 20, 21-22). Com isso, Jesus inaugura uma nova comunidade de discípulos enriquecida com os dons do Espírito Santo, permitindo-lhes a superação das diferenças, dos medos e dos limites que cada um possui, tornando-os capazes de anunciar ao mundo a verdade do Evangelho e testemunhar seu amor incondicional.

A Solenidade de Pentecostes marca o fim do Tempo Pascal, tempo vivido na alegria da presença do Cristo Ressuscitado para iniciar o tempo da Igreja que vive sua missão evangelizadora, sempre guiada pela presença e as luzes do Espírito Santo. Nós cristãos, como Igreja viva, povo de Deus, devemos agradecer a riqueza de dons derramada sobre nós no dia de nosso batismo e mais plenamente na crisma, comprometendo-nos e sentindo-nos enviados a anunciar ao mundo o Evangelho da vida e da salvação, conforme o envio de Jesus a seus discípulos e também a todos nós.

Agradeçamos e supliquemos os dons da Sabedoria e Inteligência, do Conselho e Fortaleza, da Ciência e Piedade e do Temor de Deus, a fim de que esta festa de Pentecostes seja para nós cristãos a marca de uma nova vida e um novo espírito nos relacionamentos em nossas comunidades paroquiais, baseado no amor e como Igreja Particular, no seu ano jubilar, a força motivadora para realizar sua missão evangelizadora. Amém!

Dom Adimir Antonio Mazali – Bispo Diocesano de Erexim