Artigos, Bispos › 17/01/2020

Testemunho concreto de fé

É comum por fé nas leis e na capacidade delas de regular comportamentos, determinar ações e orientar procedimentos. No entanto, o convívio social mostra que só porque uma lei foi criada, escrita e promulgada, ela não altera o comportamento humano e os procedimentos institucionais.

Seria simplista demais crer que ao delimitar um problema e criar instruções objetivas, dentro de quadro jurídico, se resolveriam os possíveis problemas que motivaram sua criação.

Em maio de 2019, o Papa Francisco publicou um documento intitulado “Vós sois a luz do mundo”, no qual aponta caminhos para fazer frente aos crimes de abusos de menores e pessoas com deficiência, perpetrados por membros da Igreja, especialmente “todos aqueles que, de diferentes maneiras, assumem ministérios na Igreja, professam os conselhos evangélicos ou são chamados a servir o povo cristão”. Esse documento faz parte de uma série de orientações que a Santa Sé tem adotado nos últimos anos, com o objetivo de proteger os “mais pequeninos” (Mt 18,6). É também reflexo da observação de Jesus Cristo: “Quem causar escândalo a um só destes pequenos que creem em mim, melhor seria que lhe amarrassem ao pescoço uma grande mó e o lançassem ao fundo mar… Ai daquele por quem surge o escândalo” (Mt 18,6.7).

Fazendo eco ao documento acima citado, a Arquidiocese de Porto Alegre está promovendo a instalação de uma Comissão Arquidiocesana Especial de Promoção e Tutela de Crianças, Adolescentes e Pessoas Vulneráveis. Seu objetivo é pesquisar, desenvolver e promover material formativo. Além disso a Comissão terá como objetivo acolher e encaminhar possíveis denúncias de abusos de menores por parte de seus membros.

A Comissão será composta por presbíteros e membros da sociedade civil: psicólogo, psicopedagogo, juristas e membros das forças de segurança. Ela contará com a infraestrutura necessária para bem realizar sua missão.

A instalação da Comissão está prevista para a próxima Quarta-feira de Cinzas (26/02), durante a celebração da Santa Missa, na Catedral Metropolitana.

“Nosso Senhor Jesus Cristo chama cada fiel a ser exemplo luminoso de virtude, integridade e santidade. Com efeito, todos nós somos chamados a dar testemunho concreto da fé em Cristo na nossa vida e, de modo particular, na nossa relação com o próximo” (Papa Francisco).

Por Dom Jaime Spengler, arcebispo metropolitano de Porto Alegre e primeiro vice-presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).