Artigos, Bispos › 23/04/2020

Vejo o Cristo Ressucitado

Celebramos mais uma Páscoa! Cristo ressuscitou! Cristo transformou as trevas! Cristo derrubou o pecado! Cristo venceu a morte!

Cristo ressuscitou e vejo Ele ressuscitado nas crianças gritando por uma vida plena e feliz;nas crianças, como fetos em formação, confiando unicamente na responsabilidade dos pais e mães de não lhes tirarem a vida;nas crianças, precisando integralmente do carinho e amor dos seus pais;nas crianças, desejando firmemente da atenção e formação dos seus educadores;nas crianças, exigindo políticas públicas do bem-comum dos seus governantes;nas crianças, querendo uma iniciação cristã vivenciada e autêntica por parte de suas famílias e da comunidade eclesial missionária;nas crianças pobres, órfãs, abandonadas, marginalizadas, sonhando com dias melhores que a sociedade justa e fraterna lhes está devendo.

Cristo ressuscitou e vejo Ele ressuscitado nos jovens sonhando com a esperança segura e pacífica; nos jovens estudantes e trabalhadores, procurando construir um mundo diferente e melhor daquele que estão recebendo;nos jovens, querendo viver ideais grandes e verdadeiros no seu presente em vista de um futuro melhor;nos jovens, sonhando com relações sinceras e autênticas entre pessoas e povos sem distinção de raça, cor e ideologia;nos jovens, desejando abraçar o Cristo, caminho certo, verdade segura e vida plena;nos jovens, colocando o ser acima do ter, o servir acima do poder, o amar acima do mero aproveitar-se;nos jovens marginalizados, pobres, encarcerados, drogados, respirando por uma chance de mais vida;nos jovens, lutando por uma cultura de vida na nossa sociedade tão cheia de cultura da violência e de morte;nos jovens, respondendo a vocação ao matrimônio, seguindo o sonho de Deus, tornando o desejo erótico um belo e grande desejo agápico;nos jovens, respondendo a vocação de consagração total a Deus e a serviço dos irmãos;nos jovens que abraçam uma ecologia integral cuidando a “Casa Comum” como presente do Criador.

Cristo ressuscitou e vejo Ele ressuscitado nos adultos procurando caminhos certos e transformadores; nos casais novos, procurando acertar o seu caminho de amor erótico e agápico;nos casais adultos, testemunhando que o seu amor erótico e agápico foi e é reflexo de Deus-amor-aliança;nas tantas famílias, que sem as luzes dos massmidia, vivem o mais sincero ambiente familiar de fé, de perdão, de confiança e de amor;nos tantos educandários-escolas e universidades, moldando personalidades integrais e construtoras;nos tantos asilos e hospitais, nos quais estão um batalhão de “heróis do cuidado da vida”;nos comunicadores sociais e virtuais comprometidos com a verdade e construindo laços de mais fraternidade; nos trabalhadores do campo, que cuidando da “Casa Comum”, oferecem o alimento necessário;nos trabalhadores das cidades, na área informal, comercial e industrial, não pensando no acúmulo de coisas, mas na dignidade de todos;nos homens e mulheres na atividade legislativa, executiva e judiciária, lutando apenas e especialmente pelo bem-comum;nos povos de diversas raças e cores, procurando laços de fraternidade e convivência justa; nos cientistas e técnicos que, usando a inteligência dada pelo Criador, oportunizam caminhos mais dignos para o gênero humano;nos irmãos pequenos e fracos – os pobres da terra – porque a eles são reveladas as coisas de Deus.

Cristo ressuscitou verdadeiramente! E vejo-o ressuscitado palpável e concretamente!

Dom Jacinto Bergmann, Arcebispo de Pelotas