Artigos, Bispos › 15/04/2020

Vimos o Senhor!

O Evangelho deste final de semana, nos oferece um belo testemunho da Ressurreição de Jesus.

“Ao anoitecer daquele dia, o primeiro da semana, estando fechadas as portas onde os discípulos se encontravam, Jesus entrou e, pondo-se no meio deles, disse: ‘a paz esteja convosco’”. Por três vezes Jesus Ressuscitado vai repetir essa saudação, pois a paz é o maior dom que Ele pode oferecer.

Depois soprou sobre eles dizendo: “Recebei o Espírito Santo. A quem perdoardes os pecados, eles serão perdoados; a quem não perdoardes, eles lhes serão retidos”. O Ressuscitado transmite aos apóstolos o poder de agir em seu nome, continuar no mundo a Sua ação salvadora. Agora, pelo poder dado aos apóstolos, que agem em Seu nome, as pessoas conseguem o perdão dos pecados e a verdadeira libertação dos filhos de Deus.

Tomé não estava na primeira aparição do Ressuscitado e a manifestação cheia de entusiasmo dos colegas: “Vimos o Senhor!”, ele não acredita e teima: “Se eu não vir as marcas dos pregos em suas mãos, se eu não puser o dedo nas marcas dos pregos e não puser a mão no seu lado, não acreditarei”.

Oito dias depois, no Domingo seguinte, na segunda aparição, Tomé está na comunidade e o próprio Jesus desmonta sua resistência e incredulidade: “Põe o teu dedo aqui e olha as minhas mãos. Estende a tua mão e toca o meu lado”. Só assim, Tomé confessa: “Meu Senhor e meu Deus!” E Jesus: “Acreditaste porque me viste? Bem-aventurados os crêem sem terem visto”.

Não precisou mais tocar as chagas, pois a presença do Ressuscitado lhe tocou o coração. Tem coisas que só a fé explica e só o coração entende. Uma dessas é a ressurreição. Podemos dar-nos conta da sua realidade e verdade a partir do testemunho dos apóstolos, das aparições, do sepulcro vazio, do sagrado manto, mas nunca serão provas científicas para explicar o mistério da ressurreição. A ressurreição fará sempre parte do Mistério a ser compreendido na fé.

Crer no Ressuscitado é uma graça dada aqueles que lhe obedecem, que acreditam Nele. Quando as pessoas se abrem ao Ressuscitado se tornam discípulas e missionárias de Jesus. Podem sair pelas ruas e casas testemunhando como os apóstolos: “Vimos o Senhor!”.

Aprendamos do caso Tomé que o Ressuscitado somente pode ser encontrado participando da comunidade. Nela a fé se renova e é o caminho para ter a vida no nome de Jesus e gozar a bem-aventurança dos que creem: “Bem-aventurados os que creram sem terem visto!”.

Para refletir:

Acredito na ressurreição de Jesus? Que significado ela tem para minha vida? Onde posso fazer a experiência da presença de Cristo ressuscitado? Dou a Cristo a possibilidade de se manifestar? Como? Onde? Quando? O que posso fazer para que outros possam se encontrar com o Cristo ressuscitado?

Textos bíblicos: At 2, 42-47; 1Pd 1,3-9; Jo 20,19-31; Sl 117(118).

Dom Jaime Pedro Kohl – Bispo Diocesano de Osório