WEBMAIL

A bondade divina pelos pecadores

Estimados irmãos e irmãs em Cristo Jesus!  Na próxima quarta-feira, com a imposição das cinzas, iniciamos o tempo da Quaresma, que marca a preparação para a Festa da Páscoa, quando celebraremos a Ressurreição do Senhor Jesus e a vitória da vida sobre a morte. Gostaria de convidá-los para percorrermos juntos, como irmãos e irmãs em Cristo Jesus, um caminho de conversão e renovação espiritual que nos leve a redescobrir a beleza da vida e do caminhar com Jesus.

Não queremos durante esse tempo nos preparar para celebrar somente a Paixão do Senhor, se assim o fizermos, seremos cristãos de um Cristo morto, ao invés de sermos cristãos que seguem Jesus Cristo, Senhor do tempo e da história, vencedor da morte e Senhor da vida por toda a eternidade. Devemos ser cristãos comprometidos com o Reino de Deus, anunciadores da paz, da esperança, da fraternidade, da justiça, promotores e defensores da vida.

A quaresma é um grande sinal sacramental, quando acolhida como tempo de salvação, em que podemos experimentar, de forma antecipada, a força da graça divina e a alegria pascal, como a aurora que recebe a luz do sol da Páscoa.  É um tempo onde devemos dar mais ênfase à escuta da palavra de Deus, porque a palavra suscita em nós a vontade de conversão, desperta a fé, propõe o significado do mistério pascal, provoca o diálogo e fortalece a oração e o jejum como meios para revigorar a nossa vida espiritual e favorecer o nosso encontro com Deus.

Ao mesmo tempo, a Quaresma nos convida a colocarmos, com humildade, a vida diante do olhar misericordioso do Pai. Creio que essa disponibilidade para a conversão amadurece no nosso coração, quando temos a humildade e a coragem de olharmos para o nosso interior, e, reconhecendo os nossos pecados, não temos medo de nos colocarmos com fé e esperança diante do Senhor, que nos acolhe com amor, misericórdia e compaixão.

O tempo da Quaresma deve ser vivido intensamente como tempo de conversão, deve ir além da participação nos ritos, deve também ser acolhido como uma oportunidade que o Senhor nos oferece, para manifestarmos o nosso amor a Deus e ao próximo, e intensificarmos a prática da caridade para com os mais necessitados. Uma Quaresma vivida de forma intensa espiritualmente, nos prepara exteriormente e interiormente para celebrarmos a Páscoa da ressurreição do Senhor. “Convertei-vos e crede no Evangelho” (Mc 1,15).

Por intercessão de Nossa Senhora de Caravaggio, nossa mãe, rainha e padroeira de nossa Diocese, abençoe-vos o Deus todo poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

Tende todos um bom dia.

+ Dom José Gislon, OFMCap. – Bispo Diocesano de Caxias do Sul e presidente da CNBB Sul 3