WEBMAIL

A Paz, um dos frutos do Espírito Santo

Na Missa de hoje, vamos recitar como Salmo Responsorial o Salmo 144, que é um Salmo de louvor ao Senhor pelo amor que Ele nos manifesta.

Em cada Santa Missa, nós o louvamos e bendizemos pelo fato de sua bondade, por tantas provas de um amor único, interessado e dedicado a cada um de seus filhos.

Entre tantos frutos produzidos por seu amor, a paz é o que mais se salienta. Louvamos a Deus, nesta Eucaristia, pela sua bondade, pelo seu carinho em favor de todos nós, que somos seus filhos.

Jesus, o Messias, é chamado de Rei da Paz! A Paz é o seu mais precioso dom!

Ele veio a Paz a todas as nações, como vamos escutar na 1a Leitura de hoje (Zacarias 9,9-10). O profeta Zacarias diz-nos que o Messias vem para instaurar entre os homens um reino de paz e de justiça! Imaginemo-nos entre os habitantes da cidade santa, recebendo o Príncipe da Paz, aclamando-o com brados de júbilo! Sintamos a alegria de sermos os novos cidadãos da nova Jerusalém, a Igreja dispersa entre todos os povos e nações! «O Senhor fará correr para nós, rios de paz! O Senhor fará correr para Jerusalém a paz como um rio!» Todos precisamos dessa abundância! A humanidade toda precisa desse dom divino. A Paz é a síntese de todos os bens messiânicos. Neste Domingo, peçamos ao Pai, por Jesus, para que o Espírito Santo renove a face da terra e conceda a paz a todos os homens de boa vontade.

«Vinde a mim, todos vós, que estais cansados e fatigados sob o peso dos vossos fardos, e eu vos darei descanso.!», nos diz Nosso Senhor no Evangelho de hoje (Mateus 11,25-30).

Nestas palavras de Jesus vemos a solicitude do Pai celeste para conosco. O Salmo Responsorial, falando de Deus, diz que a sua bondade se manifesta em todas as suas ações: Ele ampara os que vacilam, sustenta os que estão prestes a cair. Deus é clemente, compassivo, rico de misericórdia para com todos! Deus é carinhoso para com todos! Já pensamos alguma vez nesta ternura de Deus? Há tantas pessoas carentes! Dizem que não têm carinho de ninguém. Sintamos a consolação da ternura de Deus, inundando o nosso coração! Ele quer que todos os simples e pequeninos sintam a sua salvação!

Jesus tem um coração compassivo, veio para tomar sobre seus ombros as nossas fraquezas, as nossas enfermidades. Ele convida-nos a entrar na morada do seu bondoso coração, fazendo a experiência do seu jugo de amor, da sua palavra que liberta e nos dá alívio, conforto e suavidade.

Sentimo-nos cansados, fatigados, sobrecarregados? Aproxime-nos de Jesus e Ele nos aliviará!

Sentimo-nos pesados, orgulhosos? Escutemos o que Ele nos diz: Aprendei de mim que sou manso e humilde de coração!

Dom Antonio Carlos Rossi Keller – Bispo de Frederico Westphalen