WEBMAIL

A quaresma e a Campanha da Fraternidade

 

Na próxima quarta-feira, 14 de fevereiro, inicia-se a Quaresma, que se prolonga até 27 de março. Começa sempre na Quarta-Feira de Cinzas e termina na Quinta-Feira Santa, com objetivo de preparar o fiel para a Páscoa, a festa mais importante dos cristãos, através da oração, jejum, penitência e caridade.

Esses quarenta dias simbolizam os quarenta anos nos quais o Povo de Deus, liberto da escravidão do Egito, percorreu o deserto, até chegar à Terra Prometida. Também sinalizam os quarenta dias que Jesus passou no deserto, jejuando e rezando antes de iniciar sua missão.

A Quaresma é um processo dinâmico, é uma travessia! É um momento de reflexão e introspecção, no qual os fiéis são convidados a se afastarem das distrações do mundo e a se concentrarem em sua relação com Deus. O jejum é uma prática comum durante a Quaresma, e muitos fiéis optam por se abster de carne, álcool, doces ou outros prazeres como forma de se privarem de algo em solidariedade com o sofrimento de Cristo. Além disso, a caridade e a prática do bem são incentivadas como forma de viver a mensagem de amor e compaixão que Jesus pregou.

A Quaresma também é um período de renovação espiritual, no qual os fiéis são convidados a se reconciliarem com Deus e com os outros, por meio do sacramento da confissão e da reconciliação. É um momento de perdão e de busca por uma vida mais justa e compassiva. Os fiéis são convidados a participar ativamente das celebrações da Igreja, como forma de se prepararem para viver plenamente o mistério da morte e ressurreição de Cristo.

Também durante a Quaresma, no Brasil, temos a Campanha da Fraternidade, uma iniciativa promovida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). A Campanha tem como objetivo despertar a solidariedade dos fiéis e da sociedade em geral para questões sociais relevantes, promovendo a reflexão e ações concretas em prol da justiça, da paz e da fraternidade.

A Campanha da Fraternidade 2024, com o tema “Fraternidade e amizade social” e o lema “Vós sois todos irmãos e irmãs” (cf. Mt 23,8), será uma oportunidade para os fiéis e a sociedade em geral refletirem sobre questões pertinentes à realidade brasileira, como desigualdade social, violência, preservação do meio ambiente, direitos humanos, entre outros temas relevantes. Através de ações concretas, como campanhas de arrecadação, projetos sociais, debates e mobilizações, a Campanha busca promover a solidariedade e o engajamento em prol de uma sociedade mais justa e fraterna. E para isso oferece subsídios para as comunidades e paróquias realizarem encontros, debates, orações e atividades que ajudem na reflexão e na conscientização sobre as questões abordadas.

Concluindo, a Quaresma e a Campanha da Fraternidade oferecem uma oportunidade aos fiéis e à sociedade para aprofundar a fé e agir em prol de questões sociais relevantes, promovendo a solidariedade, a justiça e a fraternidade, visando a construção de um mundo mais justo e humano. Isso é essencialmente o Projeto do Reino de Deus, implantado por Jesus Cristo.

 

Dom José Mário Scalon Angonese – Bispo Diocesano de Uruguaiana