WEBMAIL

Alarga o espaço da tua tenda

 

O terceiro capítulo do texto base, inspirado em Is 54, 2, traz como título: “Alarga o espaço da tua tenda”. Uma imagem muito significativa que convida a todos a não se contentarem com bonitas e apaixonantes reflexões, mas a passarem à ação.

Estender as peles, esticar as cordas e fincar bem as estacas, expandindo para a direita e para a esquerda para acolher o povo que volta da dispersão é muito significativo. Se conseguirmos partir de um mínimo ponto comum e trabalharmos juntos, abandonando os preconceitos, daremos grandes passos em direção à cultura do encontro e do diálogo.

Quando a fraternidade se torna valor nas culturas, quando uma sociedade, valorizando as diferenças, estabelece e mantém processos, mecanismos e instrumentos de unidade, comunhão e fraternidade, podemos então dizer que estamos num ambiente de amizade social (126).

Depois são apresentadas várias dicas de atuação a nível pessoal, comunitário e social, indicando caminhos concretos na superação do hiperindividualismo e da alterofobia, por meio do remédio da amizade social. Ao diagnóstico das doenças identificadas, precisa-se aplicar o remédio: pequenas doses de amizade social.

A eterna criatividade de Deus nos fez únicos, portanto, diferentes. Mas nossas diferenças no ser, pensar e agir não podem nos separar ou dividir. Essas diferenças são riquezas, oportunidades de crescimento. A Campanha da Fraternidade (CF) é uma oportunidade de formação das consciências no comportamento humano e cristão, de edificação para a fraternidade e amizade social entre os brasileiros.

É importante que as pessoas entendam que a CF é uma Campanha, um conjunto de ações que devem envolver toda a Igreja, transbordando para toda a sociedade. É uma ação pastoral orgânica da Igreja! Um esforço de evangelização e educação, que busca gerar convicções e atitudes evangélicas.

Pena que alguns não entendam e até joguem contra. Se conseguíssemos quantificar em números e traduzir em imagens o bem realizado nesses 60 anos de CF, ficaríamos espantados. Não deixemos que nos roubem a Campanha da Fraternidade.

 

Dom Jaime Pedro Kohl – Bispo de Osório