WEBMAIL

Ano Vocacional no Brasil

O quarto domingo da Páscoa, chamado de Domingo do Bom Pastor, nos desafia a rezar pelas vocações. Esta atividade se repete há 60 anos; no início, motivados pelo Papa São Paulo VI.

Este ano estamos celebrando o 3º Ano Vocacional do Brasil, que nos convida a refletir e aprofundar o tema: “Vocação graça e missão” e o lema: “Corações ardentes, pés a caminho” (cf. Lc 24,32-33), recordando os discípulos de Emaús.

Estes dois discípulos de que nos fala o Evangelho (cf. Lc 24,13-35), mesmo diante do anúncio da Ressurreição, se afastam da comunidade decepcionados, abatidos, tristes, frustrados, como que cegos e se afastavam de Jerusalém. Depois da experiência de encontro com o Senhor Ressuscitado, reagem de forma surpreendente e mudam radicalmente a direção de suas vidas: antes se afastando, agora voltam, mesmo enfrentando os perigos da noite, para o centro da comunidade de Jesus. A mudança pela qual eles passam, a partir desse maravilhoso encontro evidencia a graça da vocação. Eles se sentiram amados, chamados e, portanto, enviados para a comunidade e para a missão.

A graça da presença amorosa de Jesus faz os corações dos discípulos arder, envolvidos pelo mistério, a missão não se torna um fardo, mas um prazer, que os coloca a caminho: “Corações ardentes, pés a caminho”. O encontro com o Ressuscitado e a escuta da sua Palavra faz o coração arder e os pés se colocarem a caminho para anunciar.

A experiência vivida pelos discípulos de Emaús nos ajuda a compreender nossa vocação e missão, vem recordar que a origem, o centro e a meta de toda a vocação e missão é o próprio Jesus Cristo. O Ano Vocacional Diocesano 2022, acentuou que somos “Amados Chamados e Enviados” pelo próprio Jesus. A iniciativa é dele que nos envolve com seu mistério e sua graça. De nossa parte, ele espera uma resposta pessoal e envolvimento comunitário para a missão. O “Lava-Pés”, que na Quinta feira Santa celebramos, nos lembra o caráter da Missão: entrega da vida em atitude de serviço. A honra está no “ser” chamado do próprio Deus e não no status do “fazer”.

O Ano Vocacional tem o objetivo de “promover a cultura vocacional nas comunidades eclesiais, nas famílias e na sociedade, para que sejam ambientes favoráveis ao despertar de todas as vocações, como graça e missão, a serviço do Reino de Deus”. Portanto, somos todos vocacionados, chamados e chamadas para, junto com o rei do Universo, servirmos com alegria! O início e a conclusão do Ano Vocacional foi e será a Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo Rei do Universo, Dia dos Cristãos Leigos e Leigas.

Neste Dia Mundial de Oração pelas Vocações aproveitemos toda a temática do 3º Ano Vocacional para conduzir importantes processos de conscientização da importância das vocações em nossas famílias e comunidades, para que sejam mais ardorosas, missionárias e sinodais.

Dom José Mário Scalon Angonese – Bispo Diocesano de Uruguaiana