WEBMAIL

Assembleia Regional vota novos apontamentos no regulamento da CNBB Sul 3

No caminho sinodal, em grupos de trabalho, foram pontuadas mudanças e ratificadas definições do regulamento regional; as alterações foram votadas e serão incorporadas ao novo regulamento que está em fase de construção.

A manhã do segundo dia da Assembleia da Ação Evangelizadora do Regional Sul 3 (ARAE) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), que contempla as 18 arqui/dioceses gaúchas, pastorais e organismos, foi marcada pelos apontamentos para o novo regulamento para a realização do encontro. Em caminho sinodal, os grupos de trabalho pontuaram mudanças que serão incorporadas ao novo regulamento que está sendo construído.

As votações foram mediadas pelo vice-presidente da CNBB Regional e bispo da Diocese de Bagé, dom Cleonir Paulo Dalbosco, com a colaboração dos presidentes do Sul 3, dom Leomar Antônio Brustolin, e do nacional, dom Jaime Spengler. As principais alterações do regulamento estão relacionadas à data do evento, bem como aos ajustes dos critérios para a participação na ARAE.

O encontro permanece com a periodicidade anual. No entanto, mudam os dias em que a atividade acontece: a partir de 2024, a ARAE terá início na sexta-feira à noite e será concluída no domingo ao meio-dia, permanecendo os arce/bispos gaúchos em reunião na segunda e terça-feira. No próximo ano, o evento está agendado de 31 de maio a 02 de junho.

A participação dos jovens representantes de cada arqui/dioceses foi aclamada por unanimidade. Atualmente, o regulamento explica que a Assembleia Regional da Ação Evangelizadora é um órgão consultivo para estudo e planejamento da Igreja no Rio Grande do Sul. Também será incluída na redação, a participação de membros convidados em conformidade com a temática de cada ARAE.

O documento explica que a assembleia acontece uma vez ao ano e deve contar com a participação dos bispos, coordenadores de pastorais, secretária executiva, assessores e coordenadores das pastorais constituídas no Regional, presidentes dos organismos, coordenadores dos movimentos eclesiais, vigários judiciais do Tribunal Eclesiástico, dois leigos representantes do conselho de pastoral de cada arqui/diocese, o coordenador da OSIB e os diretores dos institutos de Teologia no Rio Grande do Sul.

Um dos pontos levantados por diversos grupos de trabalho está relacionado à escuta das arqui/dioceses. O objetivo do apontamento é para que a preparação da ARAE possa contemplar as realidades de cada Igreja Particular, por meio dos seus conselhos de pastoral e esferas da organização diocesana.

A presidência do Regional Sul 3 se comprometeu a pensar um espaço também para que as comissões, seus bispos e referenciais se encontrem para um trabalho integrado. Da mesma forma, a metodologia e os conteúdos de cada ARAE serão analisados pelo Conselho Episcopal Regional (CONSER), levando em consideração os apontamentos levantados pelos grupos de trabalho e pelo plenário.

Equipe de Trabalho Regional 

Dom Leomar Brustolin, presidente do Regional, concluiu a assembleia apresentando os Bispos Referenciais eleitos para cada Comissão. Também foram confirmados em suas funções os membros do Secretariado Executivo do Regional: Sandra Zambon na Secretaria Executiva, Victória Holzbach na missão e comunicação e Pe. Neilor Schuster no acompanhamento à juventude. Na ocasião também foi apresentado o novo Secretário, Pe. Rogério Ferraz de Andrade.

Colaboração: Felipe Padilha